E O “OSCAR” VAI PARA…

Mimpi anuncia os vencedores da sexta edição do festival batendo bateu recorde de 8 mil pessoas no evento,que reuniu importantes nomes do cenário em quatro dias repletos de atrações no Rio de Janeiro.

A sexta edição do Mimpi no Parque Lage. Foto: Rafael Di Celio.

A sexta edição do Festival Internacional de Filmes de Surfe e Skate, Mimpi, aconteceu entre os dias 17 e 20 de novembro e reuniu mais de 8 mil pessoas na Cidade Maravilhosa. O evento, que foi gratuito e aberto ao público, pela primeira vez em sua história teve como como palco principal um dos cenários mais tropicais do mundo, o Parque Lage.

O evento bateu recorde de público nesta edição. Fotos: .Juliana Rocha.

Em parceria com a Quiksilver,  o festival teve recorde de público e durante os quatro dias o evento contou com a participação das bandas Boogarins, Ava Rocha e Ana Frango Elétrico, exposições “Ao Vento” do renomado fotógrafo francês Fred Mortagne, que ganhou destaque ao lado do projeto “Reconhecendo o Surf” do Surfari, feirinha com marcas independentes, delicias gastronômicas, além de oficinas, que completaram ainda mais a experiência do público.

Mimpi 2017. Foto: .Juliana Rocha.

Mimpi 2017. Foto: .Juliana Rocha.

Importantes nomes do cenário marcaram presença na confraternização, como Dion Agius, Chippa Wilson, Aymeric Nocus, Sancho Rodriguez, Alexandre Cotinz, Guilherme Guimarães, Pablo, Aguiar, Gabriel Novis, entre outros. O festival também prestou uma linda homenagem ao idealizador do Surfari, Lucas Zuch, que faleceu no início deste ano.

“Foi uma edição histórica. Por mais que tenhamos criado grandes expectativas antes do festival, apenas quando vivemos ele que percebemos a magnitude e importância que ele conquistou ao longo dos anos. Realizar o Mimpi no Parque Lage, um lugar com uma relevância histórica no âmbito cultural e artístico é a concretização de um sonho. Só temos a agradecer a todos diretores, skatistas, surfistas, fotógrafos, entusiastas, colaboradores e público pelos quatro intensos e lindos dias que experimentamos. Em 2018 tem mais”, declara João Francisco Hein, da Void, uma das idealizadoras do evento.

Os quatro dias o evento contou com a participação de várias bandas. Fotos: .Juliana Rocha.

E Robson Reco, gerente de marketing da Quiksilver, completa: “Para a Quiksilver é um prazer imenso apoiar esse projeto que incentiva a produção audiovisual nacional e internacional de skate e surfe. O evento foi um sucesso e superou, mais uma vez, as expectativas.”

Ao todo, o festival exibiu  exibidos mais de 110 produções de surf e de skate. Foto: .Juliana Rocha.

Ao todo, o festival exibiu  exibidos mais de 110 produções de surf e de skate. Foto: .Juliana Rocha.

A mostra competitiva do Mimpi, projeto contemplado pela lei de incentivo à cultura do Ministério da Cultura (MinC), contemplou as melhores produções nacionais e internacionais de skate e surfe inscritas, fortalecendo o compromisso do evento em ser um festival que procura formar uma seleção dinâmica e diversificada de filmes.

Em 30 horas de evento, foram exibidos mais de 110 produções de surf e de skate, premiando 19 filmes em diferentes categorias, representando o melhor da produção audiovisual de diversos países.

Confira a lista dos filmes vencedores:

SURF

Melhor Filme Curta Nacional / Best Short Local Film – “Cintilar” – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Filme Curta Estrangeiro / Best Short Foreign Film – “The Ghost Ship” – Dougal Paterson (África do Sul / South Africa)

Melhor Filme Longa Nacional / Best Long Local Film – “Show Time” – Ramon Miranda (Brasil)

Melhor Filme Longa Estrangeiro / Best Long Foreign Film – “Free Jazz Vein” – Tin Ojeda (EUA / USA)

Melhor Documentário / Best Documentary – “The Endless Winter II; Surfing Europe” – Matt Crocker, James Dean (Reino Unido / UK)

Melhor Fotografia / Best Cinematography – “Cintilar” – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Trilha Sonora / Best Soundtrack – “Cintilar” – Pablo Aguiar (Brasil)

Melhor Edição / Best Editing – “Free Jazz Vein” – Tin Ojeda (EUA / USA)

Melhor Roteiro / Best Screenplay – “The Blinking Island” – Diego Borges (Espanha / Spain)

Grande Prêmio do Júri / Grand Jury Prize – “Free Jazz Vein” – Tin Ojeda (EUA / USA)

Prêmio Lucas Zuch / Lucas Zuch Prize – “Favela Surf Clube” – Rita Albano, Romain Dumesnil (Brasil)

SKATE

Melhor Filme Curta Nacional / Best Short Local Film – “Em Movimento Sincopado” – Felipe Espíndola (Brasil)

Melhor Filme Curta Estrangeiro / Best Short Foreign Film – “Double Impact” – Guillaume Périmony (França / France)

Melhor Filme Longa Nacional / Best Long Local Film – “Situacionistas” – Murilo Romão (Brasil)

Melhor Filme Longa Estrangeiro / Best Long Foreign Film – “Canasta” – Francisco Saco (Costa Rica)

Melhor Documentário / Best Documentary – “Abkhazia” – Vantte Lindevall (Finlândia / Finland)

Melhor Fotografia / Best Cinematography – “Slam By Me” – Alana Paterson (Canadá / Canada)

Melhor Trilha Sonora / Best Soundtrack – “Solsticij” – Nikola Racan (Croácia / Croatia)

Melhor Edição / Best Editing – “Variation on How Many BPM? “On / Off” – Youri Fernandez (França / France)

Melhor Roteiro / Best Screenplay – “Fingers Crossed: The Chad Montie Story” – Aidan Johnston, Chris Wardle (Canadá / Canada)

Grande Prêmio do Júri / Grand Jury Prize – “Canasta” – Francisco Saco (Costa Rica)

Prêmio MIMPI / Mimpi Award – “solos” – Colin Read (EUA / USA)

Melhor Atmosfera / Best Atmosphere – “Island” – Jim Craven (Reino Unido / UK)

Filme Mais Tocante / Most Touching Movie – “Love” – Jonathan Rentschler (EUA / USA)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sexta edição do Mimpi no Parque Lage. Fotos: Juliana Rocha.

Para saber mais, acesse:

www.mimpifilmfest.com.br
facebook.com/MimpiFilmFest/
instagram.com/mimpifilmfest   

Sobre a Quiksilver 

A Quiksilver desenvolve e distribui uma ampla linha de produtos que inclui roupas, calçados e acessórios voltados para homens, mulheres e crianças. O grupo também é reconhecido por oferecer produtos de qualidade voltados para praticantes de esportes com pranchas e para os adeptos da natureza, que buscam um estilo de vida proveniente de esportes ao ar livre como surf, skate, snowboard, entre outros.

No mundo, as marcas Quiksilver, Roxy e DC Shoes estão presentes em diversos canais de distribuição, entre eles, surf e skateshops, lojas de departamentos esportivos, em cerca de 600 lojas próprias e franqueadas, além dos e-commerces.

No Brasil, possui loja virtual, três lojas próprias presentes no shopping Iguatemi São Paulo, Barra Shopping e Ipanema no Rio de Janeiro, além de nove franquias localizadas no Mooca Plaza Shopping e Park Shopping SãoCaetano em São Paulo, Shopping Praiamar em Santos (litoral de São Paulo), Shopping Iguatemi e Barra Shopping Sul em Porto Alegre, Shopping Nova América, Norte Shopping e Copacabana no Rio de Janeiro e no shopping Iguatemi Florianópolis. 

Siga: @quiksilverbrasil