NOVA GERAÇÃO DÁ SHOW NA BRIGA PELOS TÍTULOS ESTADUAIS

 Cauã Costa e Carol Bonelli garantem título estadual do Circuito Estadual WQSurf/Oakley Nova Geração 2017 neste fim de semana na Prainha, zona oeste do Rio de Janeiro.

Cauã Costa levou o título Estadual  Rio de Janeiro 2017.

A última e decisiva etapa do Circuito Estadual WQSurf/Oakley Nova Geração aconteceu neste último fim de semana nas ondas da  Prainha, Rio de Janeiro. No sábado, o mar amanheceu pequeno, com cerca de meio metro, séries maiores, mas no decorrer do dia ganhou em tamanho e consistência proporcionado boas condições aos atletas. Já no domingo, o sol apareceu e as ondas continuaram rolando. E a molecada da nova geração aproveitou e deu um show dentro d’água!

Os destaques ficaram por conta dos campeões estaduais antecipados, Cauã Costa, que faturou o título na Mirim e Iniciante, e Carol Bonelli, que venceu todas as etapas do ano e carimbou o título da Feminino Mirim.

E Carol Bonelli levou o título entre as meninas.

Fotos: Nelson Veiga.

DOMINGO DE DECISÃO PARA OS JOVENS TALENTOS NA PRAINHA

As finais começaram com a categoria Pre-Petiz, onde os surfistas podem contar com a ajuda de um técnico para auxiliá-lo na água. E foi aí que o local do Litoral Norte de São Paulo João Vitor Paulino fez a diferença. Surfando com uma base bastante sólida e um repertório com belas manobras,  João Vitor dispensou a ajuda e não deu chances aos adversários. Ele marcou 16.75 pontos, contra 8,00 de Pablo Gabriel, 4,15 de Diogo Souza e 3,00 de Luiz Henrique Pereira, segundo, terceiro e quarto lugares, respectivamente.

Na sequência foi a vez da jovem promessa de Saquarema Rickson Falcão confirmar o favoritismo. Além de levar o título da etapa, Rickson sagrou-se campeão estadual ao marcar 16,00 de pontuação, deixando o campeão da Pre-Petiz, João Vitor Paulino, 9,75, em segundo. A terceira colocação ficou para Gabriel Dantas, 8.65, seguido por Nathan Hereda, 5,00, em quarto lugar.

O local de Búzios Sunny Pires conquistou o título na Infantil.

Já na categoria Infantil, o jovem talento de Búzios Sunny Pires  foi o campeão. Ele marcou 11,25 pontos para levar a etapa e carimbar o bicampeonato estadual na categoria. O vice ficou com Pedro Henrique, com 10,80, seguido por Diego Templar em terceiro (8,00) e Rafael Lufty em quarto (6,80). “To me sentindo muito bem por ter vencido as três etapas. Treinei bastante e agora quero seguir com tudo em 2018″,  festejou o bicampeão Sunny.

Entre as meninas da Feminino Mirim, a favorita Carol Bonelli, vencedora das duas etapas anteriores e campeã estadual, foi surpreendida pelo ótimo desempenho de Bruna Neves, que somou 10,25 pontos, seguida por Julia Duarte em terceiro (6,15) e Ana Clara Pacca em quarto lugar (3,75).

Julia Duarte ficou em terceiro na Feminino Mirim. 

“Estou sem reação! Eu não esperava que a onda da virada entrasse, foi realmente uma surpresa. Queria agradecer ao meu pai, a minha família. Muito bom, estou muito feliz! O campeonato foi irado, com altas ondinhas, a galera se divertindo!”, disse a campeã, que completa 16 anos hoje.

Carol, que mesmo morando em outro estado afirma que seu foco sempre foi o título estadual, acabou ficando em segundo com 8,40. “Estou morando em São Paulo, mas mesmo assim consegui competir e vencer todas as etapas. Foquei bastante nesse circuito pois ser campeã estadual é muito importante na carreira de um atleta. Estou muito feliz”, comemorou.

Kalany Ratto ficou na terceira colocação na Iniciante.

Na Iniciante, Cauã Costa, cearense radicado no Rio, apenas confirmou seu desempenho, conquistando  12,70 pontos. Sempre ditando o ritmo de suas baterias, Cauã emplacou a primeira posição para fechar o circuito com chave de ouro. Pedro Henrique, que ficou como vice na Infantil, também surfou muito e emplacou outra segunda colocação, com 11,15 de pontuação. Em terceiro vem Kalany Ratto (9,80) e Sunny Pires (6,75) em quarto.

“Estou muito feliz por ter conseguido treinar e levar bem as duas categorias, mas ano que vem meu foco será na Mirim e Pro-Junior”, disse Cauã, que destacou a importância dos títulos estaduais.

Na Mirim, a final foi super acirrada e nos momentos finais Pedro Amorim, somando 8,75 pontos, virou em cima de seu amigo Bernardo Bordovsky em segundo com 8,25, seguido por Jhonny Corsetti em terceiro (7,35) e Valentim Neves na quarta colocação (6,25). E na categoria  Surdos,quem levou a melhor foi Leonardo Oliveira (6,80), seguido por Julio Cesar (4,45), André Menezes (3,90) e Fabio Quintella (3,75), segundo, terceiro e quarto lugares, respectivamente.

DUELO DE ÍDOLOS - A bateria dessa vez foi entre os amigos e ex-competidores Leonardo Neves e Gustavo Fernandes. Leo fechou o ano com três vitórias na Prainha.

Confira abaixo a galeria com o que rolou de melhor na Prainha neste fim de semana decisivo para a nova geração: 

Este slideshow necessita de JavaScript.

RESULTADOS CIRCUITO ESTADUAL WQSURF/OAKLEY NOVA GERAÇÃO 2017  

PRE-PETIZ:

1-    João Vitor Paulino

2-    Pablo Gabriel, Campeão Estadual  Rio de Janeiro, 2017

3-    Diego de Souza

4-    Luiz Henrique Pereira

PETIZ:

1-    Rickson Falcão, Campeão Estadual Rio de Janeiro, 2017

2-    João Vitor Paulino

3-    Gabriel Dantas

4-    Nathan Hereda

INFANTIL:

1-    Sunny Pires, Campeão Estadual  Rio de Janeiro, 2017 

2-    Pedro Henrique

3-    Diego Templar

4-    Rafael Lufty

FEMININO:

1-    Bhruna Neves

2-    Carol Bonelli, Campeã Estadual  Rio de Janeiro, 2017 

3-    Julia Duarte

4-    Ana Clara Pacca

INICIANTE:

1-    Cauã Costa, Campeão Estadual  Rio de Janeiro, 2017 

2-    Pedro Henrique

3-    Kalany Ratto

4-    Sunny Pires

MIRIM:

Cauã Costa, Campeão Estadual  Rio de Janeiro, 2017 

1-    Pedro Amorim

2-    Bernardo Bordovsky

3-    Jhonny Corsetti

4-    Valentim Neves

SURDOS:

1-    Leonardo Oliveira

2-    Julio Cesar

3-    Andre Menezes

4-    Fabio Quintella

DUELO E IDOLOS:

1-    Leo Neves

2-    Gustavo Fernandes

O Circuito Estadual WQSurf/ Oakley Nova Geração 2017 é uma realização da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro – FESERJ em parceria com a WQSurf/Oakley, apoio da Lojas ACQUATIC, e com o apoio de mídia do Surfland e da Revista SURFAR.

Apoio institucional: Prefeitura do Rio.

Agradecimentos: Associação de Surf da Barra da Tijuca (ASBT), Associação de Surf de Búzios (ASB), Arpoador Surf Club (ASC), e Favela Surf Club (FSC), e Associação dos Surfistas e Amigos da Prainha (ASAP).