SILVANA LIMA ESTREIA BATENDO LÍDER DO RANKING EM MAUI

Depois de quatro dias de espera, as ondas finalmente chegaram nonesta quarta-feira com força total para dar a largada nos dois eventos que estavam desde sábado aguardando para serem iniciados.

Assista as melhores ondas do primeiro dia do Maui Women’s Pro: 

Em Honolua Bay, as condições ficaram clássicas, com belos tubos para as meninas competirem no Maui Women’s Pro, que decide a campeã mundial da temporada. A brasileira Silvana Lima estreou batendo a lycra amarela do Jeep WSL Leader, Sally Fitzgibbons, que acabou eliminada na repescagem. Com a derrota em último lugar, a também australiana Tyler Wright já assumiu a dianteira na corrida pelo título mundial com a passagem para as quartas de final na terceira fase, que fechou a quarta-feira na ilha de Maui.

Tyler Wright assumiu a dianteira na corrida pelo título mundial. Foto: Cestari/WSL.

As cinco primeiras colocadas no ranking chegaram no Hawaii com chances matemáticas de conseguir o caneco de melhor surfista do mundo em 2017. Para Carissa Moore e Stephanie Gilmore, a única possibilidade era vencer o evento e a líder Sally Fitzgibbons, não poderia passar nenhuma bateria em Honolua Bay. E foi isso o que aconteceu, com a australiana praticamente não surfando nada nas duas tentativas de avançar para a terceira fase.

A havaiana Brisa Hennessy. Foto:  Cestari;/WSL.

A havaiana Brisa Hennessy. Foto: Cestari;/WSL.

Na rodada inicial, ela ficou em último lugar na bateria vencida pela brasileira Silvana Lima. A cearense começou bem numa onda que valeu nota 7,5 e liderou todo o confronto, confirmando a classificação direta para a terceira fase por 14,03 pontos.

A havaiana Brisa Hennessy, convidada da competição, só surfou uma que rendeu 7,13 para ficar em segundo e Fitzgibbons terminou em último com apenas 2,10 pontos. Depois, as duas se enfrentaram na repescagem, em mais uma bateria com poucas ondas surfadas. Sally só pegou uma e foi eliminada por Brisa em último lugar no evento, por 11,83 a 6,67 pontos.

Silvana Lima estreou batendo a lycra amarela do Jeep WSL Leader, Sally Fitzgibbons. Foto: Cestari/WSL.

A derrota prematura deixou suas quatro concorrentes com chances de título mundial. A atual campeã, Tyler Wright, já tiraria a liderança de Sally Fitzgibbons se passasse para as quartas de final e ela conseguiu isso surfando um tubaço que valeu a maior nota da quarta-feira em Honolua Bay, 9,87. Com ela, superou Silvana e Coco Ho no segundo confronto da terceira fase, mas as duas terão outra chance de avançar na segunda e última repescagem do campeonato. Silvana vai competir no primeiro duelo da quinta-feira com a norte-americana Lakey Peterson e a vencedora vai enfrentar Stephanie Gilmore na primeira quarta de final.

A norte-americana Courtney Conlogue. Foto: Cestari/WSL.

A norte-americana Courtney Conlogue. Foto: Cestari/WSL.

A briga pelo título mundial agora é fase a fase com a norte-americana Courtney Conlogue, que perdeu a primeira chance de classificação para as quartas de final por uma pequena diferença de 14,74 a 14,30 pontos para a havaiana Malia Manuel.

A californiana vai disputar a repescagem com a australiana Nikki Van Dijk e pode levar a decisão do título mundial até a grande final do Maui Women’s Pro com Tyler Wright. Caso isso aconteça, a campeã de 2017 será quem vencer a última bateria do ano em Honolua Bay.

A hexacampeã mundial Stephanie Gilmore. Foto: Poullenot/WSL.

A hexacampeã mundial Stephanie Gilmore. Foto: Poullenot/WSL.

Já para a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore e para a tricampeã Carissa Moore, só interessa a vitória na ilha de Maui. Além disso, Tyler Wright terá que perder sua próxima bateria para não chegar nas semifinais e Courtney Conlogue não ser a outra finalista, pois aí as duas já atingem uma pontuação no ranking que elas não conseguirão mais superar.

Se essa combinação de resultados acontecer, o título mundial também pode ser definido numa decisão entre Stephanie e Carissa no campeonato.

QUARTAS DE FINAL Assim como Courtney Conlogue, Carissa Moore também terá que disputar a repescagem para chegar nas quartas de final, pois foi batida pela australiana Bronte Macaulay no confronto que fechou a quarta-feira de ótimas ondas, com os tubos arrancando as maiores notas do primeiro dia de competição nas direitas de Honolua Bay. Sua próxima adversária é a também havaiana Tatiana Weston-Webb.

As únicas que venceram duas baterias na quarta-feira e já passaram direto para as quartas de final foram as australianas Tyler Wright, Stephanie Gilmore, Bronte Macaulay e a havaiana Malia Manuel. A expectativa é de que o Maui Women’s Pro possa ser encerrado nesta quinta-feira. A brasileira Silvana Lima disputa a primeira bateria com a americana Lakey Peterson.

A primeira chamada da quinta-feira acontece às 15h00 no horário de verão do Brasil. Confira, AQUI, ao vivo a etapa final do World Surf League Womens Championship Tour 2017.


Silvana Lima começou com o pé direito no Maui Women’s Pro 2017. Foto: Cestari/WSL.

QUARTAS DE FINAL DO MAUI WOMEN´S PRO:

1.a: Stephanie Gilmore (AUS) x vencedora da 1.a bateria da Quarta Fase

2.a: Tyler Wright (AUS) x vencedora da 2.a bateria

3.a: Malia Manuel (HAW) x vencedora da 3.a bateria

4.a: Bronte Macaulay (AUS) x vencedora da 4.a bateria

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 3.300 pts e US$ 11.500:

1.a: Lakey Peterson (EUA) x Silvana Lima (BRA)

2.a: Coco Ho (HAV) (HAW) x Brisa Hennessy (HAW)

3.a: Courtney Conlogue (EUA) x Nikki Van Dijk (AUS)

4.a: Carissa Moore (HAW) x Tatiana Weston-Webb (HAW)

Tyler Wright. Foto: Pullneot/WSL.

Tyler Wright. Foto: Pullneot/WSL.

TERCEIRA FASE – Vitória=Quartas de Final / 2.a e 3.a=Quarta Fase:

1.a: 1-Stephanie Gilmore (AUS)=17.14, 2-Lakey Peterson (EUA)=15.76, 3-Brisa Hennessy (HAV) (HAW) =7.00

2.a: 1-Tyler Wright (AUS)=17.14, 2-Coco Ho (HAW) =14.60, 3-Silvana Lima (BRA)=13.20

3.a: 1-Malia Manuel (HAW) (HAV)=14.74, 2-Courtney Conlogue (EUA)=14.30, 3-Tatiana Weston-Webb (HAW) =11.45

4.a: 1-Bronte Macaulay (AUS)=13.27, 2-Carissa Moore (HAW) =12.17, 3-Nikki Van Dijk (AUS)=10.20

SEGUNDA FASE – Vitória=Terceira Fase e Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 10.000:

1.a: Coco Ho (HAW) 13.40 x 9.07 Johanne Defay (FRA)

2.a: Nikki Van Dijk (AUS) 13.23 x 9.07 Pauline Ado (FRA)

3.a: Brisa Hennessy (HAW) 11.83 x 6.67 Sally Fitzgibbons (AUS)

4.a: Stephanie Gilmore (AUS) 16.74 x 6.87 Laura Enever (AUS)

5.a: Bronte Macaulay (AUS) 12.07 x 7.24 Sage Erickson (EUA)

6.a: Tatiana Weston-Webb  (HAW) 13.17 x 12.16 Keely Andrew (AUS)

PRIMEIRA FASE – Vitória=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Malia Manuel (HAW) =10.50, 2-Stephanie Gilmore (AUS)=9.27, 3-Nikki Van Dijk (AUS)=8.00

2.a: 1-Carissa Moore (HAW) =12.93, 2-Johanne Defay (FRA)=9.83, 3-Pauline Ado (FRA)=7.83

3.a: 1-Silvana Lima (BRA)=14.03, 2-Brisa Hennessy (HAW) =7.13, 3-Sally Fitzgibbons (AUS)=2.10

4.a: 1-Tyler Wright (AUS)=11.57, 2-Tatiana Weston-Webb (HAW) =11.24, 3-Laura Enever (AUS)=5.40

5.a: 1-Courtney Conlogue (EUA)=12.20, 2-Bronte Macaulay (AUS)=11.00, 3-Keely Andrew (AUS)=4.73

6.a: 1-Lakey Peterson (EUA)=9.60, 2-Sage Erickson (EUA)=9.16, 3-Coco Ho (HAW)=8.86