A ALIMENTAÇÃO IDEAL PRÉ E PÓS-SURF

Com as mídias sociais bombando de informações sobre saúde, esportes de alta intensidade e o que dever ou não comer para dar uma secada ou definida, precisamos selecionar bem o que lemos e ouvimos para aplicar isso no nosso dia a dia com responsabilidade e prazer.

Mas como o assunto aqui é o prazer de praticar esportes em contato com a natureza e que nos traz condicionamento físico e paz interior, entraremos em um detalhe essencial para nós, que amamos o surf, e que vai fazer toda a diferença em nossa performance: a alimentação. 

Já é mais do que dito que para manter o metabolismo acelerado e emagrecer com saúde (ou manter o peso) devemos comer de 3 em 3 horas, dividindo as porções das refeições entre café da manhã reforçado, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar. Porém, para quem treina ou, no nosso caso, surfa, isso deve ser colocado com mais importância. Mas por quê?

Chloé Calmon. Foto: Fellipe Ditadi.

O que ninguém sabe é que quando surfamos 60 minutos apenas, dependendo do nosso condicionamento, podemos remar até 6130 metros e gastar em média 810 calorias!  Sim, para a alegria das surfistas e tristeza das marombas de academia (nada contra!), o surf é um esporte completo. Trabalha tanto a força e resistência, como também aumenta a capacidade de movimentação do corpo, contrai principalmente nosso “core”, o centro do abdômen onde nos faz ter mais equilíbrio nos movimentos e estabilidade, e aumenta o gasto de energia e qualidade dos reflexos.

Já se convenceram que o surf é tudo de bom? Então, acompanhe aqui algumas dicas do que comer antes da nossa jornada de ondas e depois do longo dia no mar, lembrando também que água se enquadra nesse quesito porque vai nos hidratar, sempre!

A IMPORTÂNCIA DO PRÉ E PÓS-TREINO

Em qualquer treino de alto gasto energético, como o surf, devemos fazer um pré e um pós-treino.

O pré-treino vai garantir a energia necessária para você se manter ali durante as remadas e drops. Além disso, vai ajudar na aceleração do metabolismo para a queima da gordura e não na diminuição da massa magra. Quando isso ocorre, nossos músculos lindos não conseguirão definir e, sim, ficarão flácidos.

Quando você não se alimenta antes de qualquer esporte, o corpo utiliza de outros meios para obter a energia necessária para se manter e consome o que não deve, a nossa performance diminui, ficamos mais fracos e quem acaba perdendo são nossos músculos, que não definem e não ganham força.

O mesmo digo para o pós-treino, quando imediatamente depois de surfar, deve-se comer algo para “repor” esse gasto. Mas, então, o que comer antes e depois?

alimentacaoDicas de um pré-treino top!

Vamos lá! Sempre antes de entrar na água, o melhor é ingerir alimentos ricos em carboidrato de fácil digestão, já que serão gastos. E sempre compondo um carboidrato com uma proteína para que a absorção no corpo seja correta e, nesse caso, um pouco mais lenta para que a energia dure durante toda a session.

 Creme de açaí com castanhas (sem bananinhas e leite ninho!)

– Barrinha + Fruta (ameixa, uva, banana)

– 1 Fruta (kiwi, banana, mamão) + fibra (aveia, mix de farinhas como amaranto, quinoa, linhaça, chia) + canela (a canela acelera o metabolismo)

–Tapioca com creme de avelã + canela

–Tapioca com pastinha de atum + abacate (amasse tudo e manda ver no recheio! O abacate é uma fonte de carboidrato de bem e nos dá muita energia, quando misturado a uma proteína como o atum será absorvido corretamente no corpo nos dando só energia!)

Evite iogurtes, laticínios, bolos e alimentos de difícil digestão. Faça seu pré-treino uns 40-30 minutos antes de entrar no mar!

E para um pós-treino ideal!

O pós-treino é importante também! Nesse caso, a proteína é essencial para o corpo, já que estamos na praia e não temos como comer algo assim tão elaborado. Se conseguir levar uma saladinha de frutas com iogurte,, ou um sanduíche de pão integral com pasta de cottage com atum está ótimo! Afinal, dá pra ser prática e saudável!

E pra fechar nossa matéria sobre alimentação pré e pós-treino, lembre que é importante escolher os alimentos CERTOS.  Se consumirmos algo muito gorduroso ou pesado pelo simples fato de ser um “carbo”, não iremos digerir isso corretamente e aí não teremos resultado.

Então, leve na sua próxima session essas dicas e veja como foram seus resultados, ok? Não só nas ondas, mas no seu dia a dia e em qualquer treino que for realizar! Também procure um nutricionista funcional. Ele irá também aconselhar a dieta certa para o seu perfil e seu cotidiano!

Por Longarina, parceira da Surfar na seção Surf Feminino.