PARAFINA NÃO É TUDO IGUAL!

A parafina ou wax faz um baita diferencial na hora do surf, já que é o que nos segura para não escorregarmos pela prancha. E esse “tablete” pequenininho tem suas particularidades. Sabia que existem “tipos” adequados de parafina de acordo com a temperatura da água que você vai entrar: fria ou quente? Então, fique atento na hora de comprar a sua! (Foto em destaque: A surfista profissional Gilvanilta Ferreira voando alto)

A parafina tradicional é produzida a base de petróleo e, por característica, é insolúvel causando danos ao meio ambiente, por isso vale lembrar que ela deve ser usada com moderação! Evite deixar pedaços de parafina na areia ou deixar a parafina antiga da prancha de bobeira.

Você pode optar pelas parafinas ecológicas que não agridem o meio ambiente! Podem ser encontradas no mercado e são feitas de materiais biodegradáveis, não amarelam tão rápido e não poluem. 100% ecológica, elas são feitas utilizando apenas ingredientes naturais que não causam danos à natureza, sendo desenvolvida artesanalmente, mantendo a alta qualidade das parafinas de surf tradicionais e o mais importante de tudo: sem poluir o habitat natural de todo surfista.

A surfista profissional Gilvanilta Ferreira voando alto.

Além disso, a parafina de surf ecológica opta pela não utilização de corantes para dar cor à ela , possuindo uma coloração natural originada do seu principal componente, a cera de abelha, logo o cheiro que lembra muito o mel é facilmente reconhecido, passando longe do conhecido “cheiro de chiclete”!

E aí, curtiu a dica?

 

Por Longarina, parceira da Surfar na seção Surf Feminino.