7 DICAS PARA ONDAS GRANDES

O que seria preciso para um surfista “normal” começar a pegar ondas grandes? Coragem, disposição, superação e saber nadar muito bem, é claro! Certamente esses são os itens básicos para começar a brincadeira.  Mas só isso não basta! Existem muitos outros fatores que influenciam no desempenho dentro d’água.

Então, para ir direto ao assunto, convidamos três “professores” do big surf. O carioca Pedro Calado, o pernambucano Carlos Burle e o saquaremense Lucas ‘Chumbo’ Chianca vão dar as algumas dicas para você botar pra baixo no próximo big swell! 

Por Patrick Villaça.

#1 – PREPARAÇÃO FÍSICA

Vídeo: Instagar,/@titansofmavericks.

PEDRO CALADO - Faço treinamento específico de natação e de fortalecimento para o corpo, carrego peso debaixo d’água, procuro sempre me alongar e vou à academia, mas tudo sem exagero. Além disso, também possuo um fisioterapeuta que me acompanha durante meus treinamentos.

CARLOS BURLE - Para surfar ondas grandes é preciso estar com o preparo físico em dia. Indico praticar exercícios que mantenham a musculatura forte, alongada e resistente. Também trabalhe exercícios cardiovasculares pelo menos três vezes na semana.

LUCAS CHUMBO - Você tem que fazer exercícios para manter o corpo forte, alongamentos e treinos de apneia. Eu pratico yôga, academia, faço um funcional bem intensivo e estou sempre dentro d’água, já que nunca se sabe quando vai entrar o swell.

Lucas Chianca e Pedro Scooby dividindo uma bomba em Mavericks. Foto: Fred Pompermayer.


#2 – PREPARAÇÃO PSICOLÓGICA 

PEDRO CALADO - O psicológico está relacionado com o preparo físico. Têm atletas que fazem acompanhamento com psicólogos, mas não é o meu caso. Se eu estiver me sentindo bem, é o que vale para mim.

O melhor jeito de aprender é na prática. Calado desafiando a perigosa onda de Jaws. Foto: Heff/WSL. 

CARLOS BURLE - Para enfrentar ondas grandes é preciso ter um bom psicológico. Utilizar técnicas que ajudem a manter a mente equilibrada, calma e focada, por exemplo: yôga, meditação e visualização.

LUCAS CHUMBO – É muito importante se manter calmo no mar, já que não tem como lutar contra uma onda de 50 pés, só relaxar e esperar ela passar. Faço yôga e alongamentos para ficar mais calmo num momento de adrenalina, principalmente quando as ondas ficam bem grandes.

Vídeo: Bidu/WSL.


#3- RISCOS 

PEDRO CALADO – Um dos maiores riscos é o afogamento, da onda te pegar e te deixar lá embaixo por muito tempo. Esse é o pior e mais famoso para quem está surfando onda grande. O principal para evitar problemas é treinar bastante natação. Também existem riscos de lesão, contusão, como se cortar com a quilha, água no pulmão… O nível do big surf está subindo, então, surgem novas contusões.

O veterano Carlos Burle não perde um swell em Nazaré. Foto: Bruno Aleixo.

CARLOS BURLE – Uma boa preparação física e treinos direcionados para aumentar a capacidade pulmonar ajudam a manter a calma e prolongar sua resistência. Use as novas tecnologias que auxiliam na flutuação extra que existem no mercado, você pode precisar. Sempre proteja a cabeça com os braços quando estiver tomando um caldo forte para evitar traumas e mantenha a musculatura forte e alongada.

Clima, correntes, obstáculos, pedras, corais, ventos… Procure sempre se informar e faça uma leitura do ambiente antes de acessar as ondas. É mais importante saber sair do que entrar no mar.

Vídeo: Bidu/WSL.


#4 – DROP 

CARLOS BURLE - Fazer um drop em uma onda grande é sempre o momento mais crítico. É importante treinar muito a remada, pois ela é o grande segredo para realizar um bom drop.   

Burle durante o Pea’hi Challenge. O surfista é sempre presença certa no famoso evento de Jaws. Foto: Cestari/WSL.

PEDRO CALADO - Com certeza o drop é a parte mais difícil da onda. Mas para ele ser bem sucedido é preciso ter um bom posicionamento e uma boa remada. Sem isso fica difícil de completar o drop.


 #5 – VACA 

PEDRO CALADO – Essa é a hora de colocar todo o seu treinamento em prática. Em primeiro lugar, manter a calma, pois não tem como lutar contra a natureza. Então, o segredo é ficar concentrado, parado para não gastar energia, sempre usando o colete inflável e o de espuma esperando o momento certo para alguém te resgatar. Nessas condições extremas tem que ter um jet ski te vigiando em todos os instantes.

Essa imagem rodou o mundo. Pedro Calado numa das piores vacas da sua vida em Jaws. Foto: Bidu.

LUCAM CHUMBO – A vaca é a pior coisa no surf de ondas grandes, pois você cai sem ar junto com a pressão inteira da onda. O caldo pode ser horrível ou bem rápido, então você tem que estar psicologicamente treinado para qualquer situação.

Vídeo: Giora Koren/WSL.


 #6 – EQUIPAMENTO 

Calado e Lucas prontos para encarar Mavericks. Foto: Reprodução Intagram.

Calado e Lucas prontos para encarar Mavericks. Foto: Reprodução Intagram.

PEDRO CALADO - Custa caro para surfar onda grande! É preciso ter uma boa estrutura para ficar seguro dentro d’água. Como primeiro equipamento, a dica de ter uma prancha boa para cada tipo de onda.

Por exemplo, Jaws é bom ter uma prancha com mais área e borda. Eu uso uma 10”6’, mas tem gente caindo com pranchas menores.

Também tem que ter um strep bom e seguro, um colete inflável e outro de espuma, além de um jet ski para fazer o resgate nos dias de ondas grandes. Esses equipamentos servem tanto para os principiantes quanto para os veteranos. 

CARLOS BURLE - A prancha é o equipamento mais importante para pegar ondas grandes. Então, invista e faça pranchas com os melhores shapers.

Com certeza você será recompensado! Também é bom lembrar que a cordinha deve ser sempre maior que a prancha e de boa qualidade.


# 7 – PARA QUEM QUER COMEÇAR 

Calado dificilmente perde um bom swell em Jaws, onde surfou uma das maiores ondas da história do big surf. Foto: Keale Lemos.

PEDRO CALADO – Primeiro de tudo você tem que gostar de estar no mar e sempre se superando, ter muito foco e determinação para estar sempre bem, além de treinar bastante. 

CARLOS BURLE - Se prepare e lembre-se: as coisas boas da vida levam um tempo para serem conquistadas! Vá com calma que você será recompensado! 

Vídeo: WSL.

LUCAS CHUMBO – É fundamental amar o esporte e não fazer isso só por fazer porque, você pode se machucar e ter “conseqüências” pesadas. Então, fazendo algo que você ama é mais fácil de superar.

Outra dica é procurar alguém que tenha uma experiência para estar junto de você.  Bater cabeça para aprender é muito ruim, pois você pode levar um caldão, se machucar…  E com uma pessoa experiência por trás você acaba se saindo melhor.


Lucas ‘Chumbo’ Chianca dropou essa bomba em Jaws no começo da sua carreira como big rider em 2015. Foto: Gavin Shigesato/WSL.