ADRIANO DE SOUZA QUER MAIS UM TÍTULO NO RIO

O campeão mundial de 2015, Adriano de Souza, chega ao Rio de Janeiro focado para conquistar o título do Oi Rio Pro em Saquarema. Mineiro já venceu no Rio em 2011 e quer repetir a façanha.

Mineiro quer melhorar ainda mais seu desempenho na etapa brasileira do Mundial. Foto: Cestari/WSL.

A perna australiana não foi tão boa para Adriano de Souza. Mineirinho chega ao Oi Rio Pro na 4ª posição no ranking. Mas seu ótimo desempenho nas três primeiras etapas foi uma ótima recompensa para o paulista. Ao longo dos três eventos, apenas John John Florence e Jordy Smith conseguiram uma média melhor de pontuação do que ele.

Agora, enquanto Gabriel Medina e Filipe Toledo estão sendo citados como os brasileiros mais perigosos no Oi Rio Pro, Mineirinho entra como surfista mais em alta no país. Ele tem um  histórico de sucesso no Rio, fazendo a final em 2013 e vencendo o evento em 2011.

Adriano chega ao Rio de Janeiro focado para conquistar em Saquarema.  Foto: Sherm/ WSL.

Também ainda há a questão do público. Adriano é tratado como um “campeão do povo” no Brasil. Ele cresceu em uma favela no Guarujá, localizada na zona de surf mais próxima à cidade de São Paulo.

 “Eu cresci na rua sem grandes expectativas, sem futuro, sem qualidade de vida básica. Hoje eu quero inspirar milhares de crianças que estavam, ou estão, na mesma posição que eu. Nasci num lugar muito pobre e cheguei ao topo do mundo”, disse Adriano à WSL, após sua vitória no título mundial.

E  não há um lugar melhor para inspirar as crianças do que enfrentar os melhores surfistas do mundo em seu país. No seu décimo segundo ano no WCT, o que é alimenta sua competitividade é o legado que Mineiro está deixando para as crianças brasileiras.

Adriano rasgando com bastante força em Snapper Rocks. Foto: Sloane/WSL.

Adriano de Souza fez sua preparação para o Oi Rio Pro em uma rápida viagem a Bali, que incluiu uma semifinal no Komune Bali Pro em Keramas. Esse evento é bem conhecido por seu clima descontraído de festa, com muitos surfistas bebendo cerveja antes e depois das suas baterias, dentro da piscina. Mas para Mineiro, não havia necessidade de “festa” ao lado da piscina. Ele relaxa dentro d’água com suas manobras fortes e estilosas.

“Eu me diverti muito neste evento, estou tão feliz por ter vindoFoi muito divertido. , eu fiz a minha primeira bateria perfeita somando 20 pontos e agora estou animado para voltar ao Brasil e disputar o WCT em casa”, falou Mineiro após o evento em Keramas.

Adriano na sua onda nota 10 em Keramas, Bali. Foto: Hein/WSL.

Mesmo em meio a “drinks” coloridos, festas na piscina e muita cerveja,  Mineirinho sempre tinha um olho na etapa do Rio. Seu foco e compromisso nunca ficaram de lado na sua carreira e parece que isso nunca vai faltar. Adriano de Souza vai para o Oi Rio Pro acreditando que ele pode ganhar, seria tolo quem dissesse que isso não é possível.

Adriano de Souza. Foto: Sloane/WSL.