ALTAS ONDAS NO PRIMEIRO DIA DE DISPUTAS EM SUNSET BEACH

Depois de vários dias sem competição, finalmente as disputas do Vans World Cup of Surfing começaram nesta quarta-feira com altas ondas e belos tubos num mar desafiador em Sunset Beach.

Assista ao vivo, AQUI, o segundo dia do Vans World Cup of Surfing direto das ondas de Sunset Beach.

Day 1 Highlights Vans Triple Crown of Surfing:

Uma dobradinha brasileira de Raoni Monteiro e Luel Felipe fechou o primeiro dia do QS 10000 nas ondas de Sunset Beach. E estreia de Gabriel Medina na Tríplice Coroa Havaiana é uma das atrações da etapa que fecha a lista dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 que vai competir no World Surf League Championship Tour de 2018.

Ele e os também campeões mundiais Adriano de Souza e John John Florence, estão entre os 32 cabeças de chave da terceira e última fase de dezesseis baterias em que foram divididos os 128 participantes do Vans World Cup of Surfing.

O local de Saquarema Raoni Monteiro voltou com tudo para oVans World Cup no Hawaii. Foto: Heff/WSL.

Nesta quarta-feira foram realizadas as dezesseis da rodada inicial e mais duas da segunda fase, com 68 surfistas estreando no primeiro dia. Entre eles, nove integrantes do pelotão brasileiro e dois peruanos. O pernambucano Luel Felipe entrou na primeira bateria e já achou alguns tubos para passar em segundo lugar.

Depois, Luel completou a segunda dobradinha brasileira vencedora do dia, com o carioca Raoni Monteiro no confronto que fechou a quarta-feira. Eles foram os primeiros sul-americanos a passar para a rodada dos cabeças de chave, que já entram no evento disputando classificação para as oitavas de final.

O pernambucano Luel Felipe completou a segunda dobradinha brasileira da quarta-feira com Raoni Monteiro. Foto: Heff/WSL.

O experiente Raoni Monteiro, que por muitos anos fez parte da elite do WCT e voltou a disputar o QS esse ano, já havia conquistado a primeira vitória verde-amarela na Vans World Cup deste ano. Na segunda bateria do dia, ele estreou junto com o paulista David do Carmo, que acabou eliminado pelo francês Maxime Huscenot.

Depois, o saquaremense e Luel Felipe despacharam o neozelandês Ricardo Christie e o australiano Soli Bailey. A vitória levou o carioca para a segunda bateria da terceira fase, encabeçada pelo paulista Caio Ibelli e pelo pernambucano Ian Gouveia e apenas dois passarão para as oitavas de final. O pernambucano foi para a primeira, dos australianos Matt Wilkinson e Wade Carmichael, um dos integrantes do G-10 do QS.

Raoni Monteiro por muitos anos fez parte da elite do WCT e voltou a disputar o QS em 2017. Foto: Keoki/WSL.

A outra única classificação dupla do Brasil nesta quarta-feira aconteceu na última participação verde-amarela na primeira fase, com o capixaba Rafael Teixeira e o carioca Lucas Silveira despachando dois havaianos, Dylan Goodale e Luke Shepardson.

Os paulistas Hizunomê Bettero e Victor Bernardo também passaram suas baterias em segundo lugar, enquanto três foram eliminados logo em suas estreias na Vans World Cup, o baiano Marco Fernandez, o catarinense Mateus Herdy e o paulista David do Carmo na vitória de Raoni Monteiro. Os peruanos Tomas Tudela e Lucca Mesinas também ficaram na primeira fase.

O peruano Miguel Tudela. Foto: Heff/WSL.

O peruano Miguel Tudela. Foto: Heff/WSL.

SEGUNDA FASE Na segunda entra mais um peruano, Miguel Tudela, na bateria que vai abrir esta quinta-feira em Sunset Beach. Seus adversários são o australiano Josh Kerr e os havaianos Billy Kemper e Benji Brand.

Entre os 32 pré-classificados pelo ranking mundial que não precisaram competir na rodada inicial, estão oito brasileiros e alguns ainda brigando pelas quatro últimas vagas que restam no G-10 do QS para o WCT 2018.

O cearense Michael Rodrigues está fechando essa lista no momento e foi escalado na 11.a bateria, com o americano Ian Crane, o espanhol Aritz Aranburu e o havaiano Kaimana Jaquias. O paulista Flavio Nakagima (trigésimo no ranking) e o baiano Bino Lopes (38.o) são os pré-classificados da quinta bateria.

Na sétima, tem o campeão sul-americano de 2017, Thiago Camarão (51.o). Na oitava, entram mais dois, Alex Ribeiro (26.o) e Peterson Crisanto (42.o). Na seguinte, está Deivid Silva (28.o) e na 15.a e penúltima, o catarinense Alejo Muniz (20.o) junto com o uruguaio Marco Giorgi (49.o).

Hizunomê Bettero. Foto: Heff/WSL.

Outros quatro que se classificaram na quarta-feira também vão disputar vagas para enfrentar os principais cabeças de chave na terceira fase. Hizunomê Bettero (65.o) vai competir no segundo confronto da quinta-feira, na quarta bateria da segunda fase. Victor Bernardo (52.o) foi para a nona, a mesma de outro paulista, Deivid Silva. Completando a relação, o capixaba Rafael Teixeira (64.o) está na 13.a e o carioca Lucas Silveira (87.o) na 14.a.

CABEÇAS DE CHAVE – Na terceira fase entram as principais estrelas do esquadrão brasileiro em Sunset Beach, como os campeões mundiais Adriano de Souza na quarta bateria e Gabriel Medina na oitava.

O paulista David do Carmo. Foto: Heff/WSL.

Também fazem parte da lista dos 32 cabeças de chave da Vans World Cup os cinco surfistas que estão se classificando para o WCT 2018 pelo G-10 do QS, o líder do ranking, Jessé Mendes, Tomas Hermes (4.o), Yago Dora (5.o), Willian Cardoso (6.o) e Ítalo Ferreira (10.o).

Além deles, os já citados Caio Ibelli e Ian Gouveia na segunda bateria com Raoni Monteiro e o francês Maxime Huscenot, bem como outros tops do WCT que estão fora do grupo dos 22 primeiros no ranking principal que são mantidos na elite para o ano que vem, os paulistas Miguel Pupo e Wiggolly Dantas na sétima bateria e os potiguares Ítalo Ferreira na décima e Jadson André na 14.a.

Destes quatro, Ítalo já está garantindo sua vaga pelo QS e Jadson é quem está mais próximo do G-10, em 18.o lugar, com Miguel em 23.o e Wiggolly, terceiro colocado na Tríplice Coroa Havaiana, em 48.o.

Luel Felipe avançou para o segundo round do Vans World Cup of Surfing 2017. Foto: Keoki/WSL.

BATERIAS DOS SUL-AMERICANOS NA VANS WORLD CUP OF SURFING

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 200 pontos e 4.o=113.o lugar com 180 pontos:

1.a: 1-Elijah Gates (HAW), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Tanner Hendrickson (HAW), 4-O´Neill Massin (HAW)

2.a: 1-Raoni Monteiro (BRA), 2-Maxime Huscenot (FRA), 3-David do Carmo (BRA), 4-Makuakai Rothman (HAW)

3.a: 1-Billy Kemper (HAW), 2-Hizunomê Bettero (BRA), 3-Jacob Willcox (AUS), 4-Shayden Pacarro (HAW)

5.a: 1-Torrey Meister (HAW), 2-Olamana Eleogram (HAW), 3-Oney Anwar (IDN), 4-Tomas Tudela (PER)

9.a: 1-Cody Young (HAW), 2-Koa Smith (HAV), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Heremoana Luciani (TAH)

10: 1-Mihimana Braye (TAH), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Lliam Mortensen (AUS), 4-Tereva David (TAH)

11: 1-Aritz Aranburu (ESP), 2-Imaikalani Devault (HAW), 3-Mateus Herdy (BRA), 4-Kekoa Cazimero (HAW)

13: 1-Rafael Teixeira (BRA), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Dylan Goodale (HAW), 4-Luke Shepardson (HAW)

15: 1-Evan Valiere (HAW), 2-Mitch Coleborn (AUS), 3-Michael Dunphy (EUA), 4-Lucca Mesinas (PER)

SEGUNDA FASE – entrada dos 32 pré-classificados pelas posições no ranking mundial:

———3.o=65.o lugar (US$ 750 e 600 pontos) e 4.o=81.o lugar (US$ 500 e 500 pontos)

2.a: 1-Raoni Monteiro (BRA), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Soli Bailey (AUS), 4-Ricardo Christie (NZL)

———baterias que vão abrir a quinta-feira:

3.a: Josh Kerr (AUS), Miguel Tudela (PER), Billy Kemper (HAV), Benji Brand (HAW)

4.a: Carlos Munoz (CRI), Davey Cathels (AUS), Dion Atkinson (AUS), Hizunomê Bettero (BRA)

5.a: Flavio Nakagima (BRA), Bino Lopes (BRA), Torrey Meister (HAW), Jackson Baker (AUS)

7.a: Jorgann Couzinet (FRA), Thiago Camarão (BRA), Cam Richards (EUA), Makai McNamara (HAW)

8.a: Alex Ribeiro (BRA), Peterson Crisanto (BRA), Brett Simpson (EUA), Jordy Collins (EUA)

9.a: Deivid Silva (BRA), Adam Melling (AUS), Cody Young (HAW), Victor Bernardo (BRA)

11: Michael Rodrigues (BRA), Ian Crane (EUA), Aritz Aranburu (ESP), Kaimana Jaquias (HAW)

13: Cooper Chapman (AUS), Ramzi Boukhiam (MAR), Rafael Teixeira (BRA), David Van Zyl (AFR)

14: Stu Kennedy (AUS), Marc Lacomare (FRA), Dusty Payne (HAW), Lucas Silveira (BRA)

15: Alejo Muniz (BRA), Marco Giorgi (URU), Evan Valiere (HAW), Barron Mamiya (HAW)

TERCEIRA FASE – entrada dos 32 cabeças de chave já disputando vagas nas oitavas de final:

———3.o=33.o lugar (US$ 1.600 e 1.100 pontos) e 4.o=49.o lugar (US$ 1.300 e 1.000 pontos)

1.a: Matt Wilkinson (AUS), Wade Carmichael (AUS), Evan Geiselman (EUA), Luel Felipe (BRA)

2.a: Caio Ibelli (BRA), Ian Gouveia (BRA), Raoni Monteiro (BRA), Maxime Huscenot (FRA)

4.a: Adriano de Souza (BRA), Keanu Asing (HAW),

5.a: Frederico Morais (PRT), Tomas Hermes (BRA),

7.a: Miguel Pupo (BRA), Wiggolly Dantas (BRA),

9.a: Gabriel Medina (BRA), Joshua Moniz (HAW),

10: Conner Coffin (EUA), Ítalo Ferreira (BRA),

11: Sebastian Zietz (HAW), Yago Dora (BRA),

12: Adrian Buchan (AUS), Jessé Mendes (BRA),

13: Kolohe Andino (EUA), Willian Cardoso (BRA),

14: Michel Bourez (TAH), Jadson André (BRA),

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES – após a 56.a etapa no Hawaii:

01: Jessé Mendes (BRA) – 25.400 pontos

02: Griffin Colapinto (EUA) – 23.250

03: Kanoa Igarashi (EUA) – 21.990 e top-22 do CT

04: Tomas Hermes (BRA) – 20.880

05: Yago Dora (BRA) – 20.650

06: Willian Cardoso (BRA) – 19.000

07: Keanu Asing (HAW) – 16.950

08: Wade Carmichael (AUS) – 16.800

09: Ezekiel Lau (HAW) – 16.650

10: Ítalo Ferreira (BRA) – 16.560

11: Michael Rodrigues (BRA) – 16.550

———sul-americanos até 100:

12: Filipe Toledo (BRA) – 16.500 pontos

18: Jadson André (BRA) – 12.305

20: Alejo Muniz (BRA) – 11.850

23: Miguel Pupo (BRA) – 11.590

26: Alex Ribeiro (BRA) – 11.350

28: Deivid Silva (BRA) – 10.960

30: Flavio Nakagima (BRA) – 10.600

33: Adriano de Souza (BRA) – 10.220

38: Bino Lopes (BRA) – 8.720

42: Peterson Crisanto (BRA) – 8.200

47: Wiggolly Dantas (BRA) – 7.855

49: Marco Giorgi (URU) – 7.700

51: Thiago Camarão (BRA) – 7.660

52: Victor Bernardo (BRA) – 7.630

56: Miguel Tudela (PER) – 6.880

59: Heitor Alves (BRA) – 6.600

64: Rafael Teixeira (BRA) – 6.215

65: Hizunomê Bettero (BRA) – 6.210

73: Marco Fernandez (BRA) – 5.675

75: Luel Felipe (BRA) – 5.510

77: Krystian Kymerson (BRA) – 5.474

82: Tomas Tudela (PER) – 5.170

87: Lucas Silveira (BRA) – 4.940

89: Mateus Herdy (BRA) – 4.780

91: Ian Gouveia (BRA) – 4.750

93: Samuel Pupo (BRA) – 4.580

95: Marcos Correa (BRA) – 4.520

101: David do Carmo (BRA) – 4.310

101: Raoni Monteiro (BRA) – 4.310

 

 


 

 

 

 

VANS World Cup 2017