Ontem, dia 20 de novembro, começou uma campanha para o ex-integrante do WCT Bruce Irons ser convidado ao evento principal do Billabong Pipe Masters em 2015. Ano passado o que parecia óbvio não aconteceu, Bruce ficou de fora até do Trials, o Pipeline Invitational. Isso deixou tanto ele quanto vários fãs de surf bem frustrados. Portanto, os fãs já começaram a se movimentar através da hashtag #bruce4pipemasterswildcard para mostrar à WSL a vontade deles em ver o havaiano no evento que começa dia 08 de dezembro. Importantes nomes do surf como Shane Beschen, Kolohe Andino e Lyndie Irons e até a Billabong e o repórter da WSL Strider Wasilewski já aderiram à campanha.

Bruce Irons é certamente um dos maiores especialistas de Pipeline e, aos 21 anos de idade, venceu o evento em 2001 após uma final contra Kelly Slater. Hoje, aos 35 anos, continua sendo uma ameaça a qualquer adversário na rainha do North Shore. Além disso, sem dúvidas ele é um dos favoritos a vencer a triagem que pelo menos foi convidado este ano, no entanto seus fãs não querem correr o risco das imprevisíveis baterias de 30min. Soma-se esses motivos ao simples fato do nome do evento principal ser Billabong Pipe Masters in loving memory of Andy Irons e, sendo o irmão de Andy um especialista da onda, faz sentido dar um lugar a Bruce na etapa.

Será que o poder das redes sociais é capaz de conseguir uma vaga para Bruce?

brucepipeEntenda a campanha

Existem duas vagas de wildcards para o Pipe Masters e elas vão para os dois primeiros colocados do Trials disputado por 32 surfistas. Então, a única maneira de Bruce ir direto ao evento principal é se a WSL o convidar para o lugar de um dos surfistas do WCT que estão lesionados. Como a WSL convidou várias vezes Dane Reynolds para as etapas deste ano por ele ser um dos favoritos dos fãs de surf, a ideia dos fãs de Bruce é deixar claro para a WSL quem eles querem ver no Pipe Masters.