CHLOÉ CALMON FOCADA NO MUNDIAL DA CHINA

A longboarder carioca Chloé Calmon está se preparando para conquistar o seu maior objetivo na sua carreira como surfista profissional. O mundial de longboard acontece novamente em dezembro na Ilha de Hainan, na China, onde o título máximo da modalidade será decidido em um único evento. A partir de 2017 é possível que os atletas disputem novamente um circuito mundial, o que irá realmente permitir que a melhor competidora, com mais consistência e regularidade, seja a campeã mundial.

Chloé durante o Longboard Pro Gaia em Portugal. Foto: Masurel/WSL.

Chloé  já conta com bons resultados no primeiro semestre. Em uma performance arrasadora nas provas da World Surf League, a atleta já coleciona uma vitória em Kingscliff na Austrália, primeiro lugar em Portugal, o segundo lugar em Vieux Bocau, na França, e o segundo lugar em Coruna, na Espanha.

Foto: Roxy/Divulgação.

A decisão do título feminino do Longboard Gaia Pro, durante  etapa do WSL Longboard Qualifying Series em Portugal, foi contra a francesa Victoria Vergara. Chloé também foi finalista na França, uma semana antes, mas uma interferência lhe custou a vitória contra Alice Lemoigne, da Ilha Reunião, na Plage Centrale de Vieux Boucau.

Em Portugal, a brasileira não cometeu erros e foi muito superior durante toda a competição nas ondas da praia de Canide Norte, em Gaia. Chloé foi a recordista absoluta em todas as fases da categoria feminina, com somatórias aproximando a nota máxima, deixando as adversárias em combinação desde a triagem até a final. “Eu estava um pouco nervosa antes da final, mas comecei bem e fiquei calma. A vitória era o último detalhe que faltava para a minha estreia em Portugal”, disse a atleta.

noosa-main-beachChloé durante o Noosa Festival of Surfing, na Austrália. Foto: WSL.

Na Austrália, a longboarder Top 3 do ranking mundial Pro de Longboard da WSL, roubou a cena. Aos 21 anos, foi a capa dos dois principais jornais da região e conquistou mais um feito inédito para uma atleta brasileira de longboard. Chloé venceu em Kingscliff e ficou sem segundo lugar na categoria Women Pro no Noosa Festival of Surfing, o maior campeonato de longboard do mundo, que aconteceu em  em Noosa Heads, Austrália.

Foto: Jorge Porto.

Já na Espanha, ela encerrou a temporada europeia com mais um pódio, fechando em segundo lugar para repetir o feito da etapa francesa. A carioca foi superada pela atual campeã mundial, a americana Rachael Tilly.

Chloé vem aproveitando as competições da divisão de acesso como preparação para o mundial da China, que vai acontecer em dezembro. De volta ao Brasil, ela iniciou um treinamento físico intenso, com apoio do seu nutricionista, para aumentar o seu condicionamento e força na remada.

wslA atleta conquistou bons resultados na divisão de acesso. Foto: WSL.

“Meu objetivo, no primeiro semestre, foi avaliar meu ritmo de competição contra várias longboarders tops do ranking mundial (inclusive a campeã mundial de 2015 Rachel Tilly). Além de aprimorar minha estratégia, tanto em baterias de três atletas e principalmente nas baterias mulher a mulher. Os resultados mostraram que estou no caminho certo, mas ainda tenho muito para acertar até o mundial na China”, concluiu a brasileira, que está em uma boa fase e tem chances de levar o título mundial.

 

 Fotos WSL e Reprodução Facebook.