CHOÉ CALMON GANHA 1º TÍTULO DO NEUTROX WEEKEND

A número 1 do ranking mundial, a carioca Chloé Clamon, foi a campeã do Longboard, Já a paulista Aline Adisaka venceu a modalidade Stand Up Paddle e a peruana Sol Aguirre ganhou a categoria Sub-16 neste sábado.

Três surfistas já festejaram vitórias no Neutrox Weekend no longo sábado de muitas baterias disputadas nas boas ondas de 2-3 pés no Posto 3 da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. O primeiro título foi conquistado por uma das embaixadoras da Neutrox, Chloé Calmon.

A número 1 do ranking mundial de Longboard começou forte com nota 9,0 e dominou a bateria final, deixando a tetracampeã brasileira Atalanta Batista em segundo lugar, com Jasmin Avelino em terceiro e a bicampeã brasileira Mainá Thompson em quarto.

Na modalidade Stand Up Paddle, a paulista Aline Adisaka bateu a campeã mundial Nicole Pacelli e na categoria Sub-16 a peruana Sol Aguirre derrotou as três brasileiras que enfrentou na última bateria do dia.

A carioca Chloé Calmon comemora o título na Barra da Tijuca. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

A carioca Chloé Calmon comemora o título na Barra da Tijuca. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Eu estava tranquila nessa final, porque as ondas estavam maiores e isso me deu mais confiança, mas eu sabia que tinha que começar forte porque o nível era bem alto. Quando estava na contagem regressiva para começar a bateria, eu vi a série se aproximando, aí comecei a remar nessa primeira onda e consegui abrir com uma nota 9,0, que me deixou mais tranquila pro restante da bateria. No final ainda consegui um 7,4 e foi uma vitória com um gostinho muito especial, por competir em casa depois de vários anos, perto da minha família, dos meus amigos, patrocinadores e fiquei muito feliz que o mar reagiu hoje”, contou Chloé .

Chloé Calmon, Nicole Pacelli e Silvana Lima, são patrocinadas pela Neutrox e a carioca lidera o ranking mundial da World Surf League. Ela venceu a primeira etapa disputada em Papua Nova Guiné e vai decidir o título em novembro na ilha Taiwan. No Neutrox Weekend, ela completou uma incrível marca de 27 pódios nos 27 campeonatos que disputou desde 2014.

A pernambucana Atalanta Batista. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Dessa vez, derrotou a pernambucana Atalanta Batista, para quem perdeu a decisão do título sul-americano de Longboard da WSL South America em Huanchaco, no Peru. Mesmo não vencendo o evento, a carioca Jasmin Avelino também festejou o terceiro lugar na final, que lhe garantiu a conquista do seu primeiro título brasileiro de Longboard Profissional.

A carioca Chloé Clamon foi a campeã do Longboard. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

“Fico muito feliz pela Neutrox ter entrado com tudo esse ano para apoiar o surfe feminino, com três embaixadoras e um festival desse que o Brasil precisava muito. Espero que seja o primeiro de muitos e que no ano que vem tenham mais etapas ainda como essa grande oportunidade para o surf feminino no Brasil. Daqui a duas semanas estou embarcando para Taiwan e essa vitória me deu ainda mais confiança para ir em busca do título mundial lá em Taiwan”,disse Chloé Calmon.

A grande favorita acabou em terceiro lugar no Stand Up Paddle. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

A segunda decisão de título a entrar no mar no fim da tarde do sábado na Barra da Tijuca foi a do Stand Up Paddle, modalidade praticada com remo em pé nos pranchões. A grande favorita era a campeã mundial Nicole Pacelli e ela até conseguiu uma nota 7,0 em sua melhor onda, no entanto cometeu uma interferência e a penalidade tirou uma das duas notas computadas do seu placar, terminando em terceiro lugar.

Aline Adisaka levou o título no no Stand Up Paddle. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Já Aline Adisaka fez a melhor apresentação da bateria para receber nota 7,5, que somou com 5,85 para vencer por 13,35 pontos. Em segundo lugar ficou Gabriela Sztamfater com 8,45 e a quarta colocada foi Caroline Cardoso com 5,70.

Aline Adisaka com seu troféu. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Aline Adisaka com seu troféu. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

“Eu já to virando local da Barra né, mas também, com a Andrea Lopes, local da Barra, me treinando, não tem como né, tive que mostrar serviço”, disse Aline Adisaka, referindo-se a tetracampeã brasileira Andrea Lopes, única a vencer uma etapa do WCT no Brasil nas mesmas ondas da Barra da Tijuca.

Aline finalizou: “Foi muito difícil a bateria, porque o vento lá fora está bem forte. Mas a condição estava igual pra todo mundo e eu só queria surfar, me divertir e estou muito feliz por ter surfado bem. Obrigado toda a galera que tava torcendo por mim aqui e essa iniciativa da Neutrox foi maravilhosa, em estar reunindo várias modalidades femininas num evento só. Que isso sirva de exemplo e referência para outras marcas, para acreditar não só no surfe feminino, mas no esporte feminino, porque as mulheres estão vindo com muita força. Parabéns a Neutrox e só tenho que agradecer a Deus por esta vitória.”

Depois das finais do Longboard e do Stand Up, a novíssima geração entrou no mar para decidir o título da categoria Sub-16 na bateria que fechou o sábado de praia cheia no Posto 3 da Barra da Tijuca, com o público aproveitando as várias atividades promovidas pela Neutrox na areia e na Praça do Ó.

Carol Bonelli. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Eram três brasileiras contra a peruana Sol Aguirre, que no domingo passado conquistou o título sul-americano Pro Junior Sub-18 da WSL South America em Santa Catarina e agora festejou outra vitória no Brasil. Com notas 7,25 e 6,50, Sol  atingiu insuperáveis 13,75 pontos, contra 10,15 de Carol Bonelli, 9,95 de Julia Duarte e 7,60 de Pamella Mel.

A peruana Sol Aguirre. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

A peruana Sol Aguirre. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

“Estou muito feliz por ter vencido o Sul-Americano e vim pra cá disputar o QS, mas não fui muito bem, então entrei para disputar o Sub-16 e consegui vencer. Eu consegui uma boa onda na bateria, o que me deixou mais confiante para pegar uma segunda nota pra somar. Aí eu melhorei minha pontuação e estou muito feliz. Esse evento me encantou, foi muito divertido, com muitas coisas para fazer, não só competir, mas outras atividades interessantes acontecendo também, então só tenho que agradecer aos organizadores, que estão de parabéns porque foi um grande evento”, falou jovem peruana, de apenas 14 anos de idade, Sol Aguirre.

DECISÕES NO DOMINGO – Três categorias do festival de surf feminino promovido pela Neutrox foram encerradas no sábado, mas as principais só serão decididas no domingo. A primeira chamada para a terceira fase da etapa do QS 1500 foi marcada para as 7h00 no Posto 3 da Barra da Tijuca. Além deste evento válido pelo WSL Qualifying Series e pelo ranking sul-americano profissional da WSL South America, no último dia também será conhecida a campeã brasileira Pro Junior Sub-20 da Associação Brasileira de Surf Profissional, ABRASP.

Na etapa do QS 1500, as favoritas ao título avançaram para o domingo decisivo, como a número 1 do WSL Qualifying Series, Silvana Lima, e as sete primeiras colocadas no ranking da WSL South America, que estão na briga direta pelo título sul-americano, as peruanas Anali Gomez (1.a), Melanie Giunta (3.a) e Daniela Rosas (5.a), a equatoriana Dominic Barona (2.a), as argentinas Lucia Cosoleto (4.a) e Josefina Ané (6.a) e a brasileira Tainá Hinckel (7.a). Elas foram divididas nas quatro baterias classificatórias para as quartas de final que vão abrir o domingo do Neutrox Weekend no Rio de Janeiro.

Fotos: Pedro Monteiro/Neutrox.

Já na categoria Pro Junior, as líderes foram barradas no sábado e a terceira do ranking, Yanca Costa, agora tem a chance de conquistar o título brasileiro na Barra da Tijuca. Ela é cearense, mas mora no Recreio dos Bandeirantes e venceu a primeira disputa por duas vagas nas semifinais. Depois, a vice-líder Kayane Reis, de Saquarema (RJ), ficou em último na bateria que classificou a carioca Maju Freitas e a peruana Melanie Giunta. E a líder Larissa dos Santos, do Ceará também, foi eliminada na última quarta de final pela catarinense Tainá Hinckel e outra carioca, Julia Duarte, grande revelação do Neutrox Weekend.

Yanca Costa. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Yanca Costa. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

“Eu passei bem minha bateria, consegui pegar duas ondas legais e as meninas que estão na minha frente do ranking perderam depois, então agora depende só de mim. Pperdi o título no Circuito Pena Little Monster, mas agora abriu uma chance de conseguir o título brasileiro Pro Junior, então vamos ver o que vai acontecer. Eu achei muito irado esse evento, reunindo todas as meninas da nova geração com as mais experientes, todas as ídolas da gente estão aqui, a Brigitte Mayer, a Silvana, Jacqueline, que dão uma puxada no nosso nível e tem umas ondinhas boas também. A vibe está irada, a pranchinha está no pé e vamos com tudo”, disse Yanca Costa.

Assista ao vivo o QS 1500 Neutrox Weekend, clicando aqui.  

BATERIAS DO DOMINGO NO NEUTROX WEEKEND:

TERCEIRA FASE DO QS 1500 – 1.a e 2.a=Quartas de Final:

————-3.a=9.o lugar (US$ 300 e 450 pontos) e 4.a=13.o lugar (US$ 200 e 420 pontos):

1.a: Silvana Lima (BRA), Melanie Giunta (PER), Kaleigh Gilchrist (EUA), Josefina Ané (ARG)

2.a: Nathalie Martins (BRA), Lucia Indurain (ARG), Gilvanilta Ferreira (BRA), Luana Coutinho (BRA)

3.a: Camila Cassia (BRA), Tainá Hinckel (BRA), Maju Freitas (BRA), Louise Frumento (BRA)

4.a: Anali Gomez (PER), Dominic Barona (BRA), Lucia Cosoleto (ARG), Daniela Rosas (PER),

SEMIFINAIS DO BRASILEIRO PRO JUNIOR SUB-20 – 3.a=5.o lugar e 4.a=7.o lugar:

1.a: Yanca Costa (CE), Luara Thompson (RJ), Maju Freitas (RJ), Julia Duarte (RJ)

2.a: Tainá Hinckel (SC), Louise Frumento (SP), Melanie Giunta (PER), Sol Aguirre (PER)

 RESULTADOS DO SÁBADO NO NEUTROX WEEKEND NO RIO DE JANEIRO:

SEGUNDA FASE DO QS 1500 – 3.a=17.o lugar com 300 pts e 4.a=25.o lugar com 280 pts:

1.a: 1-Silvana Lima (BRA), 2-Luana Coutinho (BRA), 3-Sol Aguirre (PER), 4-Marina Rezende (BRA)

2.a: 1-Kaleigh Gilchrist (EUA), 2-Nathalie Martins (BRA), 3-Kayane Reis (BRA), 4-Lorena Fica (CHL)

3.a: 1-Givanilta Ferreira (BRA), 2-Melanie Giunta (PER), 3-Chantalla Furlanetto (BRA), 4-Evelyn Gontier (ARG)

4.a: 1-Lucia Indurain (ARG), 2-Josefina Ané (ARG), 3-Jacqueline Silva (BRA), 4-Monika Takaki (BRA)

5.a: 1-Camila Cassia (BRA), 2-Dominic Barona (EQU), 3-Carol Bonelli (BRA), 4-Julia Duarte (BRA)

6.a: 1-Tainá Hinckel (BRA), 2-Daniela Rosas (PER), 3-Larissa Santos (BRA), 4-Lucia Martino (ESP)

7.a: 1-Lucia Cosoleto (ARG), 2-Maju Freitas (BRA), 3-Karol Ribeiro (BRA), 4-Maria Barend (EUA)

8.a: 1-Anali Gomez (PER), 2-Louisie Frumento (BRA), 3-Luara Thompson (BRA), 4-Yanca Costa (BRA)

QUARTAS DE FINAL DO BRASILEIRO PRO JUNIOR SUB-20 – 3.a=9.o lugar e 4.a=13.o lugar:

1.a: 1-Yanca Costa (BRA), 2-Louisie Frumento (BRA), 3-Pamella Mel (BRA), 4-Leticia Cavalcante (BRA)

2.a: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Luara Thompson (BRA), 3-Kyane Cristina (BRA), 4-Karol Ribeiro (BRA)

3.a: 1-Maju Freitas (BRA), 2-Melanie Giunta (PER), 3-Açucena Vaz (BRA), 4-Kayane Reis (BRA)

4.a: 1-Tainá Hinckel (BRA), 2-Julia Duarte (BRA), 3-Isabela Saldanha (BRA), 4-Larissa dos Santos (BRA)

Pódio Longboard. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Pódio Longboard. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

GRANDE FINAL DO ÚLTIMA ETAPA DO CIRCUITO BRASILEIRO DE LONGBOARD:

Campeã: Chloé Calmon (BRA) por 16,40 pontos (notas 9,00+7,40) – R$ 2.000 e 1.000 pontos

Vice-campeã: Atalanta Batista (BRA) com 11,35 pontos (6,10+5,25) – R$ 1.500 e 860 pontos

Terceiro lugar: Jasmin Avelino (BRA) com 8,25 pontos (4,25+4,00) – R$ 1.000 e 730 pontos

Quarto lugar: Mainá Thompson (BRA) com 4,50 pontos (4,50) – R$ 500 e 670 pontos

SEMIFINAIS DO BRASILEIRO DE LONGBOARD – 3.a=5.o lugar e 4.a=7.o lugar:

1.a: 1-Chloé Calmon (BRA), 2-Mainá Thompson (BRA), 3-Ayllar Cinti (BRA), 4-Thiara Mandelli (BRA)

2.a: 1-Jasmin Avelino (BRA), 2-Atalanta Batista (BRA), 3-Evelin Neves (BRA), 4-Shayane Avelino (BRA)

Pódio SUP. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Pódio SUP. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

GRANDE FINAL DO STAND UP PADDLE (SUP):

Campeã: Aline Adisaka (BRA) por 13,35 pontos (notas 7,50+5,85) – R$ 2.000 e 1.000 pontos

Vice-campeã: Gabriela Sztamfater (BRA) com 8,45 pontos (4,60+3,85) – R$ 1.500 e 860 pontos

Terceiro lugar: Nicole Pacelli (BRA) com 7,00 pontos (7,00+interf.) – R$ 1.000 e 730 pontos

Quarto lugar: Caroline Cardoso (BRA) com 5,70 pontos (3,50+2,20) – R$ 500 e 670 pontos

PRIMEIRA FASE DO STAND UP PADDLE (SUP) – 3.a=5.o lugar e 4.a=7.o lugar:

1.a: 1-Nicole Pacelli (BRA), 2-Gabriela Sztamfater (BRA), 3-Fernanda Freitas (BRA), 4-Stephanie Romanelli (BRA)

2.a: 1-Aline Adisaka (BRA), 2-Caroline Cardoso (BRA), 3-Angela Bauer (BRA), 4-Mainá Thompson (BRA)

Pódio Sub16. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

Pódio Sub16. Foto: Pedro Monteiro/Neutrox.

GRANDE FINAL DA CATEGORIA SUB-16:

Campeã: Sol Aguirre (PER) por 13,75 pontos (notas 7,25+6,50) – 1.000 pontos

Vice-campeã: Carol Bonelli (BRA) com 10,15 pontos (5,25+4,90) – 860 pontos

Terceiro lugar: Julia Duarte (BRA) com 9,95 pontos (5,25+4,70) – 730 pontos

Quarto lugar: Pamella Mel (BRA) com 7,60 pontos (4,10+3,50) – 670 pontos

SEMIFINAIS DA CATEGORIA SUB-16 – 3.a=5.o lugar:

1.a: 1-Carol Bonelli (BRA), 2-Pamella Mel (BRA), 3-Isabela Saldanha (BRA)

2.a: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Julia Duarte (BRA), 3-Luisa Marques (BRA)

PRIMEIRA FASE DA CATEGORIA SUB-16 – 3.a=7.o lugar e 4.a=10.o lugar:

1.a: 1-Carol Bonelli (BRA), 2-Pamella Mel (BRA), 3-Maju Freitas (BRA), 4-Ana Clara Pacca (BRA)

2.a: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Isabela Saldanha (BRA), 3-Bruna Neves (BRA), 4-Rafaela Coelho (BRA)

3.a: 1-Julia Duarte (BRA), 2-Luisa Marques (BRA), 3-Luara Mandelli (BRA), 4-Marina Thompson (BRA)