DAY OFF? FILIPE, MINEIRO E MEDINA APROVEITAM PARA SE DIVERTIR

Ondas pequenas nesta quinta-feira em Snapper Rocks forçaram o adiamento do início das disputas do Quiksilver Pro Gold Coast e do Roxy Pro, que tem janela de espera até dia 21 de março em Queensland. Com a expectativa de uma melhora nas condições do mar, a organização do evento chegou a realizar três chamadas durante o dia, mas decidiu manter o adiamento com uma próxima chamada marcada para as 07h30 desta sexta-feira na Gold Coast australiana, 18h30 de hoje pelo fuso horário de Brasília.

Mesmo com as condições do mar não favoráveis, alguns tops aproveitaram para se divertir e, é claro, treinar também para o início da competição, entre eles o atual campeão Adriano de Souza e Filipe Toledo, que defende o título na Gold Coast. Confira o free surf dos tops.

MINEIRINHO SE SENTINDO EM CASA:

 

FREESURF COM FILIPE TOLEDO:

 

GABRIEL MEDINA FREESURFING:

 

INÍCIO DO QUIKSILVER PRO  E ROXY PRO GOLD COAST É ADIADO PARA SEXTA-FEIRA 

Gold Coast. Foto: Joli/WSL.

Os melhores surfistas do mundo já estavam preparados para estrear na primeira etapa do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour 2016 nesta quinta-feira na Austrália, porém as condições do mar não estavam boas em Snapper Rocks e o início foi adiado no primeiro dia da janela do evento, que vai até 21 de março em Queensland.

O esquadrão brazuca dominou circuito no ano passado, que começou e terminou com bicampeonatos inéditos do Brasil na W SL. Primeiro, Filipe Toledo ganhou com nota 10 na final a segunda vitória verde-amarela seguida no Quiksilver Pro Gold Coast. E no Hawaii, Adriano de Souza sacramentou a conquista do título mundial com vitória na final brasileira com Gabriel Medina no Billabong Pipe Masters. Mineiro e Filipinho repetiram os feitos de Gabriel Medina em 2014. Mas agora é a vez de Adriano competir com a lycra amarela de número 1 do Jeep Leaderboard em Snapper Rocks.

Defensor do título na competição, Filipe Toledo  vem na terceira bateria contra  Jadson André e o australiano Stu Kennedy. Foto: Kirstin/WSL.

O Brasil estreia na temporada logo na primeira bateria com o potiguar Italo Ferreira, vencedor do prêmio de melhor estreante do ano passado, enfrentando o havaiano Keanu Asing e o australiano Ryan Callinan. Na terceira disputa,  Filipe Toledo começa a defender o título do Quiksilver Pro Gold Coast contra o potiguar Jadson André e o australiano Stu Kennedy. Esta primeira rodada não é eliminatória, sendo os 36 participantes divididos em doze baterias e os vencedores avançam direto para a terceira fase. Já os perdedores têm outra chance de classificação na segunda fase. Depois de Filipinho é a vez de Gabriel Medina, Caio Ibelli, uma das novidades na seleção brasileira deste ano, e do havaiano Sebastian Zietz.

Italo Ferreira, vencedor do prêmio de melhor estreante em 2015, está na primeira bateria. Foto: Cestari/WSL.

No duelo seguinte, Mick Fanning faz um confronto australiano com Matt Banting e Wade Carmichael, que venceu a triagem disputada na quarta-feira em Snapper Rocks. A outra vaga de convidado ficou para o também aussie Mikey Wright, que completou a sexta bateria do norte-americano Kolohe Andino e do cabeça de chave número 1, Adriano de Souza. “Eu não me sinto como o número um do mundo. Definitivamente me sinto confortável e confiante para este primeiro evento do ano, mas não sinto que estou acima de todos os outros. O ano passado foi o melhor ano da minha vida com o título mundial que eu consegui, mas este ano é outro ano, começa tudo do zero para todos. Espero que ele possa ser como no último ano”, falou Mineiro.

Adriano de Souza vai disputar com a lycra amarela de número 1 do Jeep Leaderboard em Snapper Rocks.   Foto: WSL

Depois de Adriano, o paulista Alex Ribeiro, um dos novatos na elite deste ano, será o próximo brasileiro a entrar na água. Alex vai fazer sua primeira apresentação entre os melhores surfistas do mundo na nona bateria contra o norte-americano Nat Young e o australiano Kai Otton. Já os paulistas Wiggolly Dantas e Miguel Pupo, outros integrantes do time-verde amarelo no evento, vão disputar a penúltima classificação direta para a terceira fase com o sul-africano Jordy Smith.

Não perca ao vivo todas as emoções dos confrontos do  Quiksilver Pro Gold Coast clicando aqui.

Alex Ribeiro, um dos novatos na elite deste ano. Foto: Masurel/WSL.

PRIMEIRA FASE DO QUIKSILVER PRO GOLD COAST:

1.a: Italo Ferreira (BRA), Keanu Asing (HAW), Ryan Callinan (AUS)
2.a: Julian Wilson (AUS), Michel Bourez (TAH), Adam Melling (AUS)
3.a: Filipe Toledo (BRA), Jadson André (BRA), Stu Kennedy (AUS)
4.a: Gabriel Medina (BRA), Caio Ibelli (BRA), Sebastian Zietz (HAW)
5.a: Mick Fanning (AUS), Matt Banting (AUS), Wade Carmichael (AUS)
6.a: Adriano de Souza (BRA), Kolohe Andino (EUA), Mikey Wright (AUS)
7.a: Jeremy Flores (FRA), Adrian Buchan (AUS), Davey Cathels (AUS)
8.a: Kelly Slater (EUA), Matt Wilkinson (AUS), Conner Coffin (EUA)
9.a: Nat Young (EUA), Kai Otton (AUS), Alex Ribeiro (BRA)
10: Josh Kerr (AUS), Taj Burrow (AUS), Kanoa Igarashi (EUA)
11: Jordy Smith (AFR), Wiggolly Dantas (BRA), Miguel Pupo (BRA)
12: Joel Parkinson (AUS), John John Florence (HAW), Jack Freestone (AUS)

PRIMEIRA FASE DO ROXY PRO GOLD COAST:

1.a: Tyler Wright (AUS), Johanne Defay (FRA), Alessa Quizon (HAW)
2.a: Bianca Buitendag (AFR), Nikki Van Dijk (AUS), Coco Ho (HAW)
3.a: Carissa Moore (HAW), Chelsea Tuach (BRB), Isabella Nichols (AUS)
4.a: Courtney Conlogue (EUA), Sage Erickson (EUA), Bronte Macaulay (AUS)
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Malia Manuel (HAW), Laura Enever (AUS)
6.a: Stephanie Gilmore (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAW), Keely Andrew (AUS)