DIEGO AGUIAR, O GRANDE DESTAQUE DA 2ª ETAPA DO HANG LOOSE SURF ATTACK

Com virada nos segundos finais, Diego Aguiar é o grande destaque na competição que rolou neste fim de semana nas ondas de Maresias.


Fotos: Munir El Hage.

Com uma virada emocionante nos segundos finais, Diego Aguiar  foi o grande destaque da 2ª etapa do Nossolar apresenta Hang Loose Surf Attack neste domingo (23/07), conquistando a vitória na categoria Iniciante (sub14) na Praia de Maresias, em São Sebastião. Nas outras duas finais, surfistas estreando como vencedores. Na Estreante (sub12) quem levou a melhor foi Gabriel de Souza, enquanto que na Petit (sub10) o título foi para Murillo Coura, ambos competindo em casa, na praia onde treinam diariamente no Instituto Gabriel Medina.

450723_630x420Diego Aguiar levou o título da Iniciante em Maresias. 

Nas outras duas categorias em ação no circuito mais tradicional do País, a Mirim (sub16) e a Junior (Sub18), as decisões foram adiadas para a terceira etapa, em agosto, devido a falta de ondas. A competição estava programada para ter dois palanques, mas o mar pequeno impossibilitou a disputa simultânea. No total, foram mais de 210 surfistas, representando oito estados, do Ceará a Santa Catarina.

“Mesmo com as ondas pequenas tivemos uma etapa de alto nível, com a garotada elevando o nível, motivada pelo que o Brasil faz na elite mundial, com certeza. Atletas, inclusive, que passaram pelo Hang Loose Surf Attack, como o Filipe Toledo, Gabriel Medina e Adriano de Souza. Queremos aproveitar para agradecer o apoio total das associações de Surf de São Sebastião e de Maresias, bem como da Prefeitura, por todo o empenho para o sucesso da etapa”,falou o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

Gabriel de Souza foi o campeão na Estreante.

Com ondas de meio metro, mas com boa formação, a primeira final no mar foi a da sub12. Gabriel de Souza, que compete por Ubatuba, mas surfa em Maresias, mostrou que a preparação e o conhecimento do pico ajudaram, mantendo a ponta durante toda a bateria. “Foi minha primeira vitória no Hang Loose, maior orgulho. Estou muito feliz e agora quero tentar o título. Estava tenso, mas com fé”, contou surfista de 12 anos.

Sunny Pires, de Búzios (RJ), competiu na superação e foi o grande rival. Ele fez um corte no pé esquerdo logo no começo da disputa e, mesmo sangrando muito e com insistentes pedidos do pai Charles para sair do mar, decidiu tentar a vitória. Iniciou uma reação e no finalzinho pegou uma boa onda. Precisava de 7,95 e tirou seis. “Faltou pouco, mas foi bom”, disse o atleta. Outro talento local, Guilherme Fernandes, foi o terceiro, seguido do catarinense Noah Machado.

Diego Aguiar.

Diego Aguiar.

Na Iniciante, a final mais acirrada. Campeão paulista estreante em 2016 e competindo no quintal de casa, Caio Costa começou na frente, depois foi superado pelo cearense Cauã Costa, vencedor da etapa inicial, mas recuperou a ponta na sequência.

Já nos segundos finais, Diego Aguiar, que já tinha conquistado a maior nota do evento, um nove nas quartas-de-final, arriscou um aéreo, voou muito alto de front side, levantando a torcida.

Já na areia, os atletas esperaram o resultado. Didi, que já foi campeão paulista Petit, precisava de 7,95 e incrivelmente tirou oito, vencendo pela mínima diferença de cinco centésimos, 12,85 a 12,80. Cauã Gonçalves, que também é de Maresias, ficou em terceiro, seguido do líder Cauã Costa. “Eu fui sem esperar, meio desacreditado, mas eu vi a rampa, dei o aéreo e deu tudo certo, graças a Deus. Não tinha noção de como tinha sido, mas falaram que tinha sido irado e fiquei felizão”, comemorou o surfista de 14 anos.

A última final do dia reuniu os caçulas do evento. Murillo Coura foi o melhor em toda a bateria, invertendo o resultado da etapa inicial com Daniel Duarte, de Bertioga. Quem também chamou a atenção foi o pequeno Pedro Henrique, de Ubatuba, com apenas oito anos, mas mostrando muito atitude, para ficar em terceiro lugar, à frente de Ryan Coelho, paranaense, que também adotou Maresias como local de treino.

 Murillo Coura levou a melhor na Petit.

“Foi a primeira vez que ganhei aqui. Estou amarradão. Quero agradecer a Deus, mandou as ondas boas para mim. Não sabia que tinha ganhado, olhei assim para a areia e todo mundo gritando e vibrei: ganhei…”, festejou Murillo, de dez anos.

Definindo os campeões paulistas das categorias de base, o circuito está em sua 30ª edição consecutiva, sendo 23 anos com patrocínio da Hang Loose, sendo responsável pela revelação da maioria dos grandes nomes do País. Além das disputas no mar, a garotada se divertiu muito com as brincadeiras comandadas por Bro na areia, como pebolim, ping pong, gincanas, futebol, assim como a pintura de pranchas com o artista com Jefferson Guedes.

Resultados da 2ª etapa do Hang Loose Surf Attack

Iniciantes (Sub14)

1 Diego Aguiar – Ubatuba

2 Caio Costa – São Sebastião

3 Cauã Gonçalves – São Sebastião

4 Cauã Costa – CE

Estreantes (Sub12)

1 Gabriel de Souza – Ubatuba

2 Sunny Pires – RJ

3 Guilherme Fernandes – Ubatuba

4 Noah Machado – SC

Petit (Sub10) 

1 Murillo Coura – São Sebastião

2 Daniel Duarte – Bertioga

3 Pedro Henrique – Ubatuba

4 Ryan Coelho – PR

Ranking do Hang Loose Surf Attack depois de duas etapas

Iniciantes (Sub14)

1 Cauã Costa – CE – 1.729 pontos

2 Diego Aguiar – Ubatuba – 1.656

3 Caio Costa – São Sebastião – 1.629

4 Léo Casal – SC – 1.466

Estreantes (Sub12)

1 Guilherme Fernandes – Ubatuba – 1.466

2 Roberto Alves – Santos – 1.330

3 Gabriel de Souza – Ubatuba – 1.065

4 Ryan Kainalo – Ubatuba – 1.000

Petit (Sub10)

1 Murillo Coura – São Sebastião – 1.900

1 Daniel Duarte – Bertioga – 1.900

3 Ryan Coelho – PR – 1.539

4 Kailane Rennó – Ubatuba – 1.312