Local de Praia Grande, Flavio Nakagima é um dos atletas brasileiros que comemorou a volta de um Circuito Nacional. Com muito surf no pé e garra de vencedor, Nakagima promete muita disposição na briga pelo título brasileiro.

Apesar de também em algumas etapas do QS, o circuito de classificação para o mundial, seu foco em 2015 está no circuito brasileiro. Com um bom trabalho e bons resultados, Nakagima pretende melhorar sua colocação no ranking do WQS para poder correr etapas mais valiosas dessa turnê. E, assim, conquistar a tão sonhada vaga no World Tour.

No momento como atual líder do ranking brasileiro 2015, Flávio venceu o primeiro evento do Super Surf em Maresias, se lesionou durante a segunda etapa em Ubatuba e ainda assim conquistou um bom resultado. Já na etapa de Florianópolis, que está acontecendo neste final de semana, infelizmente ele sofreu uma eliminação precoce, mas isso não o deixa abalado rumo ao título.

11061655_425868944270620_2363421522995500042_n“Com certeza pode me prejudicar. É um resultado que eu não esperava, mas acontece. Na verdade não senti o joelho durante a bateria, anulei a dor, não estou 100% ainda, agora é voltar pra casa, me recuperar e voltar aos treinos para a próxima etapa”, contou.

Para sua sorte, Tomas Hermes, o segundo do ranking, não disputou a etapa de Floripa, pois foi convidado a participar do WCT em Trestles; e Hizunomê Bettero, que está na terceira colocação, também perdeu logo de cara em Florianópolis. Então, ele segue com chances na briga pelo título brasileiro.

Além da boa atuação no Oi SuperSurf, Nakagima também venceu no último mês o Pro Heat no quintal de casa, uma etapa menos valiosa do brasileiro. O resultado lhe rendeu apenas mil pontos no ranking, mas bastante confiança no seu surf. Mas muita água vai rolar ainda até o final do ano. Cinco resultados contarão para chegar a um vencedor, e Flávio, sem dúvida, estará ali brigando na linha de frente.

Dê o play e conheça um pouco mais sobre o atleta que é o atual líder do circuito brasileiro e quer levar o título 2015.

Fonte: redbull.com