Os atuais campeões mundiais do Championship Tour, Adriano de Souza e a havaiana Carissa Moore, foram os principais homenageados do “WSL Awards”, cerimônia que premia os melhores da temporada 2015, que aconteceu nesta segunda-feira na Gold Coast, Austrália. A noite histórica foi assistida por ex-campeões mundiais e grandes nomes do surf, que trocaram seus “uniformes de trabalho”, a camiseta de lycra e bermuda, por  trajes de gala para a grande festa de premiação.

Mineirinho sendo reverenciado pela elite do surf mundial. Foto: Cestari/WSL.

Adriano de Souza, primeiro campeão da história da “Era WSL”, novo nome da ASP, relembrou sua árdua trajetória, desde a infância humilde no Guarujá até o topo do surf mundial, ao receber o novo troféu desenhado pela entidade. A peça é maior que o modelo anterior e possui uma base de madeira. Durante sua premiação, Mineiro também fez uma homenagem ao seu falecido amigo Ricardo de Santos e agradeceu aos seus familiares e amigos que o apoiaram nos momentos de altos e baixos em sua carreira durante sua jornada rumo à conquista do título. Confira mais uma vez as emoções da vitória de Mineiro em Pipe:

Principal concorrente de Mineiro em 2015, o australiano Mick Fanning destacou o lado humano do atual campeão mundial. “Uma coisa que pouca gente sabe é que quando Adriano soube do que aconteceu comigo em J-Bay (ataque de tubarão), ele já estava no aeroporto e tinha feito check in para o voo. Mas ele deu meia volta e retornou a Porto Elizabeth para ficar comigo. Isso é um imenso testemunho de seu caráter. Eu te amo, irmão!”, disse o vice-campeão de 2015.

Italo Ferreira levou o prêmio de “Estreante do Ano”. Foto: Ridgley-Hewitt/WSL.

Entre os brasileiros, também foram premiados Italo Ferreira, Lucas Silveira, Filipe Toledo, Gabriel Medina e Silvana Lima. Número 7 do mundo em seu ano de estreia no WCT, Italo recebeu o troféu de “Estreante do Ano”, já Lucas Silveira foi premiado como campeão mundial Pro Junior.

Lucas Silveira, campeão mundial Pro Junior 2015. Foto: Ridgley-Hewitt/WSL.

Terceiro colocado no campeonato do ano passado e primeiro brasileiro campeão mundial de surf em 2014, Gabriel Medina levou o prêmio de “Melhor Manobra do Ano”, pelo aéreo nota 10 executado na etapa de Hossegor, na França. Veja novamente:

Única brasileira entre as mulheres da elite em 2015, Silvana Lima conquistou também a mesma premiação de Medina no Feminino com aéreo “frontside 360″ na etapa de Gold Coast, que abriu o campeonato passado. Confira:

Já Filipe Toledo, que venceu três etapas em 2015 e disputou o título até a final em Pipe, levou o prêmio de “Breakthrough Performance” pelo conjunto da obra, devido ao seu vasto repertório de aéreos. Relembre a performance de Filipinho na final do Rio Pro:

O resto da noite da premiação também foi de emoções com a premiação, com a havaiana Carissa Moore conquistando o prêmio de campeã mundial 2015 no Feminino. Ainda entre os premiados, os campeões mundiais Greg Long com o Big Waves, Piccolo Clemente no Longboard Masculino, Rachael Tilly no Longboard Feminino e Isabella Nicholls no Pro Junior Feminino, além de Tatiana Weston-Webb como estreante do ano e Courtney Conlogue pelas performances do ano, ambas pelo WCT Feminino.

VEJA O QUE ALGUNS TOPS POSTARAM EM SEUS INSTAGRAMS: 

Outro grande momento foi na premiação de “Bateria do Ano” que ficou com o duelo vencido por Mick Fanning com Kelly Slater e John John Florence no Round 4 da etapa final do circuito em Pipeline E no feminino, a “Bateria do Ano” ficou para a disputa entre Sally Fitzgibbons e Carissa Moore em Maui. Vale a pena também assistir novamente  grande em Pipe entre Fanning, Slater e Florence:

CONFIRA TAMBÉM A GALERIA DO WSL AWARDS 2016: