O Programa Furnas Educa levou 200 estudantes do Centro Escolar de Copacabana, Instituto Carioca e Colégio 1º de Maio para a exposição Estética Intrínseca, do engenheiro Alexandre Pinhel, e para a exibição do documentário Mar Urbano, do biólogo Ricardo Gomes, na Sede Central do Clube Militar, localizado no coração financeiro do Rio de Janeiro.

Estudantes visitam a exposição Estética Intrínseca. Foto: Daniela Monteiro.

Alexandre Pinhel, que é colaborador da empresa, em Estética Intrínseca utilizou materiais descartados, como cabides, caixas de CD, tubos de tintas, rolamentos e embalagens de diversos produtos, para construir suas obras. São pinturas e esculturas que expressam questões sociais da contemporaneidade e sustentabilidade.  Os alunos puderam experimentar como é confeccionar uma peça seguindo os passos de Pinhel. Uma oficina de reciclagem foi montada e, a partir dela, nasceram quadros, porta jóias, torres e, até, um arco e flecha.

O biólogo Ricardo Gomes fala a importância da preservação para os alunos. Foto: Daniela Monteiro.

Já no documentário Mar Urbano, Ricardo Gomes mostrou a vida submarina das águas que banham as praias de Copacabana e Ipanema. A filmagem, que levou 15 anos para ser finalizada, impressiona pela riqueza e abundância de espécies encontradas em mergulhos diurnos e noturnos.  “O meu objetivo é mostrar que ainda existe vida nos mares apesar da poluição e do crescimento vertiginoso de nossa cidade. O que o jovem conhece, ele pode passar a amar e lutar por sua preservação. Em 50 minutos de filme, há uma mensagem de esperança em relação ao futuro”, disse biólogo, que irá lançar outro documentário que trará a Baía de Guanabara como cenário.

Reciclar para um mundo melhor. Foto: Daniela Monteiro.

Futuro é o que aguarda Amanda Vitória, 12 anos, que está cursando o 7º ano do Colégio 1º de Maio. Amanda, após assistir atentamente as imagens de Mar Urbano,  disse que Furnas despertou nela uma vontade imensa de ajudar o meio ambiente: “Vou sensibilizar quantas pessoas eu puder. Cada pequeno detalhe faz uma grande diferença.”  E Leonardo Martins, professor de Geografia do Centro Escolar de Copacabana, validou a iniciativa de Furnas e falou sobre a importância da reciclagem. “Reciclar é fundamental para termos um mundo sustentável. O meio ambiente, a partir desta nova utilização, é menos impactado. Esse é um compromisso de todos nós”, pontuou o educador.