MINEIRO SE UNE AO “REI” DE PIPELINE

Adriano de Souza deu uma tacada de mestre em sua preparação para a final em Pipeline. Mineirinho durante um mês vai se unir ao “rei” da região, a lenda local Jamie O’ Brien, conhecido por suas loucuras, como ter surfado com uma prancha em chamas. Adriano ficará hospedado na casa de JOB durante todo o período que estiver no Hawaii. “Os locais não costumam dar vida fácil aos turistas, principalmente no que se trata de uma onda. Qualquer ‘cortadinha’ é motivo para briga, e eles brigam mesmo!”, conta o brasileiro, que se diz privilegiado por ter o respeito dos locais.

Adriano durante o Volcom Pipe Pro 2014 em que ele foi finalista após passar a temporada na casa do JOB. Crédito: WSL.

Mineiro nunca esteve tão perto do sonhado título mundial. Crédito: WSL.

“Quando você briga pelo mundial, lidera o ranking e mostra para eles que você manda bem, eles passam a te respeitar bastante. Hoje em dia não tenho mais esse problema, mas decidi me garantir, ganhei uma turma e uma torcida!”, brinca Adriano, que está em terceiro no ranking com 49.450 pontos, apenas a 250 de Filipe Toledo e 450 de Mick Fanning. Gabriel Medina e Owen Wright também estão na briga (saiba as contas para o título mundial clicando aqui).

“Cada rodada em Pipeline será como uma decisão. Não tenho dúvidas que esta pode ser a etapa mais emocionante da história, mais até que no ano passado. São os cinco melhores surfistas do mundo na atualidade e é impossível fazer qualquer tipo de previsão. Só quero fazer uma: a que vou ganhar!”, completa Mineirinho. A janela da etapa de Pipeline se abre no dia 8 de dezembro.

Jamie O’Brien à vontade no pico que domina. Nas palavras de Mineiro, “o cara que mais entende de Pipeline.” Crédito: Pedro Tojal.

JOB pegando fogo em Teahupoo, Tahiti. Crédito: Divulgação.