NOVE BRASILEIROS JÁ ESTÃO NA TERCEIRA FASE DO VANS US OPEN

Mais cinco brasileiros passaram baterias no QS 10000 na quarta-feira, Caio Ibelli, Italo Ferreira, Jadson André, Tomas Hermes e Heitor Alves.

Assista ao vivo o Vans US Open of Surfing, clicando aqui.

Vans US Open of Surfing. Foto: Kenneth Morris/WSL.

A segunda fase do Vans US Open of Surfing começou na segunda-feira e ainda sobraram duas baterias para a quinta-feira. A próxima é a do líder do WSL Qualifying Series, Jessé Mendes, primeiro a garantir vaga no WCT 2018 pelo ranking de acesso da World Surf League. Ele é o único brasileiro que ainda não estreou no evento .

No primeiro dia, Alejo Muniz, Victor Bernardo e Lucas Silveira foram os primeiros a passar para a fase dos 48 melhores. Na terça-feira, somente Filipe Toledo se classificou. Mais onze competiram na quarta-feira e apenas cinco ficaram entre os dois primeiros colocados nas suas baterias.

Jason André durante a segunda etapa do US Open. Foto: Sean Rowland/WSL.

O terceiro dia da prova começou com o número 3 do ranking, Yago Dora, terminando em último lugar na bateria que classificou o costa-ricense Carlos Muñoz e o havaiano Keanu Asing. Na disputa seguinte, o cearense Heitor Alves completou um aéreo full-rotation que arrancou nota 8,70 dos juízes.

Ian Gouveia. Foto: Sean Rowland/WSL.

Ian Gouveia. Foto: Sean Rowland/WSL.

Com ela, ganhou do pernambucano Ian Gouveia o confronto vencido pelo quarto colocado do QS, Michael February, da África do Sul.

Nas baterias seguintes, mais dois brasileiros também perderam em terceiro lugar, o cearense Michael Rodrigues e o capixaba Krystian Kymerson.

Após a dupla eliminação, o potiguar Jadson André e o catarinense Tomas Hermes fizeram a primeira dobradinha brasileira no QS 10000 dos Estados Unidos contra o norte-americano Nathan Yeomans e o havaiano Wyatt McHale.

O catarinense Tomas Hermes em ação nas ondas de Huntington Beach. Foto: Sean Rowland/WSL.

Miguel Pupo ficou em último na bateria seguinte, mas outros dois tops do WCT avançaram, Caio Ibelli e Italo Ferreira, ambos em segundo lugar. Na do Italo, o californiano Patrick Gudauskas derrotou três sul-americanos e David do Carmo foi barrado junto com o argentino Santiago Muniz.

Caio Ibelli disputando uma vaga no Vans US Open. Foto: Sean Rowland/WSL.

Este foi o penúltimo confronto do dia e as últimas vagas disputadas na quarta-feira foram vencidas pelo australiano Soli Bailey e o uruguaio Marco Giorgi. Os dois despacharam um dos tops da elite do WCT no Vans US Open of Surfing, o italiano Leonardo Fioravanti. A 23.a bateria, encabeçada pelo número 1 do QS, Jessé Mendes, ficou para a quinta-feira. A primeira chamada do dia será as 11h30 no fuso horário de Brasília.

Marco Giorgi. Foto: Sean Rowland/ WSL.

Marco Giorgi. Foto: Sean Rowland/ WSL.

Próxima Fase: Os nove brasileiros e o uruguaio já estão escalados na terceira fase. Quem passar agora, vai disputar classificação para as oitavas de final na rodada formada por três surfistas.

O primeiro a competir será Alejo Muniz na segunda bateria, num confronto direto com o japonês Hiroto Ohhara por vaga no grupo dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 do WCT. Os dois vão enfrentar o francês Joan Duru e o australiano Ryan Callinan.

Na quarta, acontece a primeira participação dupla, com o paulista Victor Bernardo e o carioca Lucas Silveira contra os australianos Josh Kerr e Davey Cathels. Na sexta bateria, Filipe Toledo faz sua segunda defesa do título do Vans US Open contra o americano Michael Dunphy e mais dois australianos, Jack Freestone e Adam Melling.

Italo Ferreira. Foto: Sean Rowland/WSL.

Depois, tem Heitor Alves na sétima, Jadson André junto Caio Ibelli na nona, Tomas Hermes na décima e Italo Ferreira junto com o uruguaio Marco Giorgi na 12.a e última bateria da terceira fase.

Heitor Alves. Foto: Kenneth Morris/WSL.

TERCEIRA FASE DO QS 10000 VANS US OPEN OF SURFING:

——–3.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 1.100 pontos) / 4.o=37º lugar (US$ 1.600 e 1.000 pts)

1.a: Kolohe Andino (EUA), Kanoa Igarashi (EUA), Ethan Ewing (AUS), Ricardo Christie (NZL)

2.a: Joan Duru (FRA), Alejo Muniz (BRA), Ryan Callinan (AUS), Hiroto Ohhara (JPN)

3.a: Sebastian Zietz (HAW), Jeremy Flores (FRA), Stu Kennedy (AUS), Aritz Aranburu (ESP)

4.a: Josh Kerr (AUS), Davey Cathels (AUS), Victor Bernardo (BRA), Lucas Silveira (BRA)

5.a: Nat Young (EUA), Ian Crane (EUA), Evan Geiselman (EUA), Marc Lacomare (FRA)

6.a: Filipe Toledo (BRA), Adam Melling (AUS), Jack Freestone (AUS), Michael Dunphy (EUA)

7.a: Connor O´Leary (AUS), Heitor Alves (BRA), Carlos Muñoz (CRI), Beyrick De Vries (AFR)

8.a: Keanu Asing (HAW), Michael February (AFR), Gony Zubizarreta (ESP), Noe Mar McGonagle (CRI)

9.a: Caio Ibelli (BRA)Jadson André (BRA), Conner Doffin (EUA), Dusty Payne (HAW)

10: Griffin Colapinto (EUA), Tomas Hermes (BRA), Maxime Huscenot (FRA), Mitch Crews (AUS)

11: Patrick Gudauskas (EUA), Soli Bailey (AUS), 2.o da 23.a e 24.a bateria da Segunda Fase

12: Italo Ferreira (BRA)Marco Giorgi (URU), 1.o da 23.a e 24.a bateria da Segunda Fase

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NO QS 10000 VANS US OPEN OF SURFING:

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 1.000 e 600 pts) / 4.o=73.o lugar (US 750 e 550 pts):

——-as oito primeiras baterias fecharam a segunda-feira:

1.a: 1-Kolohe Andino (EUA), 2-Hiroto Ohhara (JPN), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Vasco Ribeiro (PRT)

2.a: 1-Ethan Ewing (AUS), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Samuel Pupo (BRA)

3.a: 1-Alejo Muniz (BRA), 2-Kanoa Igarashi (EUA), 3-Willian Cardoso (BRA), 4-Tanner Hendrickson (HAW)

4.a: 1-Joan Duru (FRA), 2-Ricardo Christie (NZL), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Mitch Coleborn (AUS)

6.a: 1-Stu Kennedy (AUS), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Cooper Chapman (AUS), 4-Kyuss King (AUS)

7.a: 1-Josh Kerr (AUS), 2-Aritz Aranburu (ESP), 3-Deivid Silva (BRA), 4-Kai Otton (AUS)

8.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Sebastian Zietz (HAW), 3-Wade Carmichael (AUS), 4-Leandro Usuna (ARG)

——-apenas cinco baterias na terça-feira – da 9.a a 13.a:

10: 1-Marc Lacomare (FRA), 2-Jack Freestone (AUS), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Mihimana Braye (TAH)

11: 1-Adam Melling (AUS), 2-Nat Young (EUA), 3-Dimitri Ouvre (FRA), 4-Bino Lopes (BRA)

12: 1-Filipe Toledo (BRA), 2-Ian Crane (EUA), 3-Shun Murakami (JPN), 4-Hizunomê Bettero (BRA)

——-nove baterias na quarta-feira – da 14.a a 22.a:

14: 1-Carlos Munoz (CRI), 2-Keanu Asing (HAW), 3-Tom Whitaker (AUS), 4-Yago Dora (BRA)

15: 1-Michael February (AFR), 2-Heitor Alves (BRA)3-Ian Gouveia (BRA), 4-Charles Martin (GLP)

16: 1-Noe Mar McGonagle (CRI), 2-Beyrick De Vries (AFR), 3-Michael Rodrigues (BRA), 4-Ezekiel Lau (HAW)

17: 1-Conner Coffin (EUA), 2-Mitch Crews (AUS), 3-Krystian Kymerson (BRA), 4-Mateia Hiquily (TAH)

18: 1-Jadson André (BRA)2-Tomas Hermes (BRA), 3-Nathan Yeomans (EUA), 4-Wyatt McHale (HAW)

19: 1-Griffin Colapinto (EUA), 2-Dusty Payne (HAW), 3-Diego Mignot (FRA), 4-Miguel Pupo (BRA)

20: 1-Maxime Huscneot (FRA), 2-Caio Ibelli (BRA), 3-Finn McGill (HAV), 4-Ramzi Boukhiam (MAR)

21: 1-Patrick Gudauskas (EUA), 2-Italo Ferreira (BRA)3-Santiago Muniz (ARG), 4-David do Carmo (BRA)

22: 1-Soli Bailey (AUS), 2-Marco Giorgi (URU), 3-Jorgann Couzinet (FRA), 4-Leonardo Fioravanti (ITA)

——-ficou para a quinta-feira:

23: Jessé Mendes (BRA), Tanner Gudauskas (EUA), Billy Stairmand (NZL), Billy Kemper (HAV)