TOP BRASILEIRO TERÁ QUE ENCARAR MAIS UM DESAFIO EM TEAHUPOO

 Jadson André desabafa após encontrar todas as suas pranchas quebradas ao chegar no Tahiti para a sétima etapa do Circuito Mundial, que começa nesta sexta-feira nas ondas de Teahupoo.

Jadson durante a etapa do ano passado no Tahiti. Foto: Cestari/WSL.

O potiguar Jadson André terá um desafio a mais para superar a partir desta sexta-feira nas ondas de Teahupoo, palco da sétima etapa do Circuito Mundial. Jadson terá que se adaptar a outras pranchas para disputar o Billabong Pro Tahiti. O top brasileiro usou uma rede social para desabafar depois de descobrir que todas as suas pranchas chegaram ao Tahiti quebradas.

“Existe coisa pior do que abrir a sua capa de prancha e ver TODAS AS SUAS PRANCHAS QUEBRADAS? Obrigado aqueles que cuidam bem do nosso equipamento de trabalho”, postou Jadson em sua rede social.

Um pouco antes, o potiguar havia feito uma postagem em que mostrava a casa que irá dividir com Ítalo Ferreira, Bruno Santos, Gabriel Medina e Miguel Pupo em Teahupoo.

Agora, Jadson vai ter que encarar mais esse desafio e se adaptar a outras pranchas para buscar um bom resultado no Tahiti. Confira as baterias do Round 1 AQUI.

No momento, ele ocupa atualmente a 32ª posição e precisa fechar o ano entre os 22 melhores para se manter na elite. Força Jadson!

Enquanto os confrontos da sétima etapa do Circuito Mundial não começam, assista um pouco da história e trajetória de Jadson André no surf. E também confira uma entrevista exclusiva do potiguar à Surfar sobre sua saga para se manter no WCT em 2017.

Fonte: globoesporte.globo.com e worldsurfleague.com