O surfista de ondas grandes Pedro Calado, 20 anos, já está no México para o Puerto Escondido Challange, desafio da World Surf League (WSL) Big Wave Tour (BWT).  Os organizadores do evento já deram o “alerta verde” para amanhã, sexta-feira, dia 24 de junho. A previsão é de um swell com ondas acima de 30 pés plus no litoral mexicano. (Foto em destaque: Bidu)

Pedro Calado botando pra baixo na temporada mexicana do ano passado. Foto: Instagram/@marvillela.

“Prevemos uma grande quantidade de atividade no Pacífico Sul no final desta semana. O swell está se movendo sob Rapa Nui e espera pousar na região em torno de 24 de junho,” disse Peter Mel, comissário WSL BWT. A janela Hemisfério Sul vai de 27 de abril a 31 de agosto de 2016, com três potenciais locais, Chile, Peru e México.

“A minha meta é surfar até onde der e não tenho foco em competições. Se rolar serão bem-vindas e se acontecer outros prêmios será consequência. O que eu quero mesmo é viver para pegar ondas grandes.”

Puerto Escondido é o lar de uma das mais monstruosas ondas do planeta, com um fundo de areia inconstante e que para dominá-la requer muita técnica, resistência física e muita coragem. Em 2015, Calado botou para baixo nas pesadas ondas mexicanas, quando também se destacou com uma das piores vacas daquela temporada. Segundo o surfista, as ondas quebraram com 35 pés e nesse dia do mês de maio poucos se aventuraram.

Calado em Puerto Escondido em uma das piores vacas da temporada em 2015. Foto: Facebook/Daniel Flashwana Duran.

“Esse dia foi perrengue, pois fiquei muito tempo debaixo d’água e tomei mais duas ondas na cabeça. O mar estava extremo, as ondas quebraram lá fora e como caí sem cordinha, precisei nadar muito até a areia. A dificuldade desta onda é que ela é grande e buraco, o que não combina muito com pranchas grandes, por isso acaba quebrando muito rápido”, comentou Calado, que aproveitou os dias de ressaca em picos como o Shorebreak de Copacabana e a Laje do Gardenal no Postinho,para treinar e se divertir.

“Tive a honra de ser convidado para participar em Puerto Escondido no México.Muito feliz com essa oportunidade!” – Pedro Calado. Foto: Instagram/@lucano_hinkle_photo.

XXL BIG WAVE AWARDS

Em janeiro deste ano, Pedro Calado deu trabalho aos juízes do prêmio XXL Awards 2016, após surfar um verdadeiro tsunami na famosa onda de Jaws, que fica na ilha de Pe’Ahi, Hawaii. Uma esquerda insana foi dropada pelo brasileiro e concorreu ao título de maior onda na remada. Na ocasião, ele também foi indicado em outras categorias, como Pior Vaca e Melhor Performance. O atleta não levou o prêmio, que ficou para o havaiano Aaron Gold no critério de desempate, no entanto, foi a foto mais votada (cinco mil votos) e compartilhada pelos amantes do surf em um site especializado.

O carioca na base de uma onda até então considerada impossível de surfar no braço. Foto Bidu.

“Me senti muito honrado por ter sido indicado ao prêmio máximo de ondas gigantes e até demorou para cair a ficha. Mas o que me deixou mais feliz foi ver os meus ídolos, como Shane Dorian, Greg Long e Carlos Burle, me dando os parabéns e festejando comigo este feito”, lembrou Calado.

O big rider já está pronto para encarar as ondas de Puerto Escondido. Foto: Bidu.