SURFANDO AS ONDAS MAIS CABULOSAS COM APENAS 14 ANOS

Numa vida de adolescente “normal”, Lucas Vicente estaria cursando o primeiro ano do ensino médio e iniciando a preparação para o futuro vestibular, começando a analisar qual caminho lhe interessa a seguir na vida. Mas, no caso deste catarinense de 14 anos, a escolha já foi traçada. Inspirado no pai e no irmão, que são surfistas nas horas vagas, Lucas pretende dar um passo além e ser um surfista profissional, tudo sob a supervisão de Leandro Dora, treinador do atual campeão mundial, Adriano de Souza, e que também trabalhava com Ricardo dos Santos.

Confira na nova edição da Surfar, agora online e gratuita, a matéria 8 dicas para melhorar o seu surf com Leandro Dora

Nova aposta do treinador Leandro Dora, Lucas Vicente já corre mundo afora em busca do sonho de seguir os passos de seus ídolos. Foto: Divulgação.

Com apenas 14 de anos idade, Lucas já surfou em lugares que muitos surfistas amadores levam uma vida inteira para conhecer e que diversos profissionais da elite só conseguem surfar quando passam a integrar o World Tour. Já surfei em Pipeline, Off The Wall e Rocky Point no Hawaii, em Macarronis, Lances Right, Cangu, Desert Point e Supersuck na Indonésia,em Lobitos e Piscinas no Peru, em Teahupoo no Tahiti e em Cloudbreak e Restaurants em Fiji, além, é claro, das praias brasileiras.  O surf me realiza!”, fala o garoto, que disputa a seletiva para o Mundial Pro Junior no Peru neste fim de semana.

Foto: Divulgação.

No entanto, Lucas não pensa por esse lado. Ele vê essas ondas mais como um desafio que como um sonho: “É muito importante para mim conhecer esses lugares maravilhosos, pois pude evoluir em ondas sólidas e perfeitas e também a controlar o medo e a adrenalina e buscando sempre a superação. Agora a meta é evoluir nas manobras radicais.”

Mesmo com o foco no surf, o surfista faz questão de também priorizar os estudos, intercalando como pode as viagens com o período letivo em Florianópolis, onde mora com os pais. “O estudo é importantíssimo e meus pais me cobram muito, tenho que combinar treinos, campeonatos, viagens e estudos. O colégio também me apoia muito, apesar de ser muito puxado, mas tenho conseguido tirar boas notas. Pretendo conciliar o surf com os estudos até o final do ensino médio, depois quero me dedicar ainda mais no surf e cair no mundo”, conta Lucas.

Lucas faz com que muita gente mais velha “reveja” sua forma de viver a vida. Foto: Divulgação.

E apesar da pouca idade, o currículo do jovem atleta já impressiona. Lucas : foi o Atleta Revelação do Troféu Guga Kuerten em 2015, bicampeão Catarinense em 2011 e 2012, campeão Hang Loose Itamambuca em 2014, campeão Hang Loose Praia da Baleia em 2014. vice-campeão do Rip Curl Grom Search, campeão em três categorias da ASJ, por equipe Interassociações em 2015, vice-campeão do Ranking Junior (Sub-18) e vice-campeão do Bingin Boardriders na Indonésia em 2014.

CONFIRA ABAIXO O VÍDEO PRODUZIDO POR LEANDRO DORA COM OS TREINOS RECENTES DE LUCAS NO HAWAII:

NA SELETIVA PARA O MUNDIAL PRO JUNIOR

A partir desta quinta-feira, dia 05, o Billabong Pro Junior San Bartolo abre as seletivas sul-americanas da WSL South America para o Mundial Pro Junior da World Surf League no Peru. A cidade de San Bartolo fica cerca de 100 km ao sul da capital Lima e vem se tornando o grande palco da categoria na América do Sul. Entre os brasileiros na disputa está o jovem Lucas Vicente.  “Estou muito empolgado, esta é uma competição muito importante e já estou no Peru para o início das baterias. Espero trazer um troféu para casa e começar bem essa caminhada”, diz.