SURFISTA INGLÊS SOFRE UMA DAS PIORES VACAS EM NAZARÉ

“Mundo de dor”, foi o que falou o surfista inglês Andrew Cotton após sofrer uma das piores vacas em Nazaré em onda de quase 20 metros. 

O big rider inglês Andrew Cotton. Foto: Reprodução Facebook.

O big rider inglês Andrew Cotton. Foto: Reprodução Facebook.

O inglês Andrew Cotton é um dos surfistas mais cascudos e experientes no cenário das ondas grandes. Natural do vilarejo de Croyde, na costa de North Devon, na Inglaterra, o big rider de 36 anos se encontrou nos últimos anos uma conexão especial com a Praia do Norte, em Nazaré.

Passou a treinar regularmente ao lado de nomes como o americano Garrett McNamara, o português Hugo Vau e outros big riders que contam uma estrutura fixa na cidade portuguesa.

Atualmente, Cotton é uma das estrelas do big surf , mas, enquanto domava um dos monstros do mar, nesta quarta-feira, ele sofreu uma das piores vacas da história. A força do impacto fraturou as suas costas, mas o surfista teve sorte de não ter sofrido uma lesão mais grave.

“Eu sabia que não estava em indo para o tubo, então, eu apertei o botão do eject e pensei, putz, preciso sair daqui. Depois, um mundo de dor aconteceu”, falou Andrew Cotton, em uma entrevista por e-mail à WSL.

ASSISTA O MOMENTO DA VACA DE Andrew Cotton EM NAZARÉ:

O big rider foi logo resgatado do mar e encaminhado para o hospital, onde iniciou o tratamento nas costas. Os exames de imagem detectaram a fratura na vértebra L2, entre a lombar e a espinha dorsal. Garrett McNamara puxou Cotton para uma onda gigante, de cerca de 60 pés, o equivalente a 18,2m.

Quando percebeu a avalanche de espuma cada vez mais próxima de sua cabeça. Cotton tentou escapar, mas, quando percebeu que o choque seria inevitável, ele se preparou para o impacto. Depois de ser arremessado para o ar devido à explosão provocada pela onda, o big rider foi engolido pelo mar. Ele não sabe ao certo o momento em que fraturou as costas, mas comemorou o fato de estar vivo e não vê a hora de voltar a surfar uma sessão pesada em Nazaré.

“Onda me catapultou. Ejetei no meio da explosão”, disse o big rider. Foto: WSL.

“Acho que foi o impacto da aterrissagem depois de a crista da onda me catapultou para o ar. Eu lembro um pouco do momento em que eu ejetei no meio da explosão. Parecia que eu não tinha peso algum durante um período que demorou eras. Eu estava pensando que havia algo de errado. Depois eu voltei à superfície, fui atingido de novo pela onda, provavelmente, o pior impacto que eu tive na vida… Foram minutos intensos depois daquilo (vaca)”,  contou o big rider inglês.

Garrett McNamara e Hugo Vau foram impecáveis no resgate. No cenário ideal na modalidade mais extrema do surfe, é necessário ter ao menos dois jet skis para a segurança, um para colocar o surfista na onda e outro para o resgate, como ocorreu na última quarta-feira. “Eles foram muito rápidos. Nós trabalhamos em um trio, com dois jet skis, então, isso limita a possibilidade de perder o surfista de visão ou de pegar uma série de ondas na cabeça na sequência”, explicou Andrew.

O inglês Andrew Cotton em Nazaré. Foto: Reprodução Facebook/@Municipiodanazare.

O inglês tem marcado a presença nos swells de inverno na costa portuguesa e já foi nominado diversas vezes para o XXL Awards, o “Oscar” das ondas grandes. A vaca poderosa em Nazaré, nesta temporada, foi inscrita da premiação e é uma das candidatas à final pela categoria Vaca do Ano.

Andrew Cotton doma monstro do mar antes de sofrer uma das piores vacas da história em Nazaré Foto: WSL.

Fonte: WSL e globoesporte.globo.com