TOPS AGITAM PRAIA DE ITAÚNA NESTA SEGUNDA-FEIRA

Competição especial para definir os wildcards da etapa brasileira apresentada por Corona acontece a partir das 10h00 e à tarde,  15h00, começa a Coletiva de Imprensa no Centro de Treinamento da CBV – Confederação Brasileira de Vôlei – com as estrelas da World Surf League.

As disputas do Oi Rio Pro só começam amanhã, terça-feira (09/05), mas Saquarema já vive o clima da volta da etapa brasileira do World Surf League Championship Tour depois de 15 anos. E o dia de hoje já será agitado! De manhã, acontecem as triagens que definirão os últimos brasileiros para competir com os melhores surfistas do mundo nas categorias masculina e feminina. E à tarde, os campeões mundiais Gabriel Medina, Adriano de Souza, Kelly Slater, John John Florence, Stephanie Gilmore, Tyler Wright, além da única brasileira da elite feminina, Silvana Lima, estarão atendendo os jornalistas na Coletiva de Imprensa oficial do Oi Rio Pro, que começa às 15h00 no Centro de Treinamento da CBV – Confederação Brasileira de Vôlei – em Saquarema.

Gabriel Medina. Foto: Smorigo/WSL.

Amanhã começa o prazo da etapa brasileira apresentada por Corona e as previsões estão favoráveis para que ela seja iniciada no primeiro dia. Em todos os dias, a comissão técnica da World Surf League se reúne nas primeiras horas da manhã para analisar as condições do mar e decidir se estão boas para competir ou não. Além disso, onde as baterias irão acontecer, se na Praia de Itaúna, onde está instalada toda a arena do Oi Rio Pro, ou nas direitas da Barrinha, que já mostrou sua qualidade internacional no swelldo último fim de semana em Saquarema.

O objetivo é oferecer as melhores condições de ondas possíveis para os melhores surfistas do mundo darem um show na “Capital Nacional do Surfe” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro. E o primeiro dia é imperdível, pois se decidirem iniciar com os homens, o Oi Rio Pro já começa com os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza estreando nas primeiras baterias. O português Frederico Morais e o australiano Ethan Ewing são os primeiros adversários de Medina. E Mineirinho entra na segunda com o havaiano Ezekiel Lau e o norte-americano Nat Young, que substitui o contundido Italo Ferreira em Saquarema.

Adriano de Souza. Foto: Smorigo/WSL.

Porém, a World Surf League convidou o paulista Jessé Mendes, que lidera o ranking do WSL Qualifying Series, para competir no Oi Rio Pro e compensou a saída do potiguar. Já os outros integrantes da seleção brasileira do CT estão confirmados para se apresentar num dos maiores palcos do surfe no país, os campeões mundiais Adriano de Souza e Gabriel Medina, Filipe Toledo que venceu o Oi Rio Pro em 2015, Caio Ibelli vice-campeão do Rip Curl Pro Bells Beach na Austrália, Wiggolly Dantas que já venceu etapa do QS em Saquarema, Miguel Pupo, Ian Gouveia e Jadson André.

TRIAGEM HOJE - E o Brasil ainda terá um décimo participante, o vencedor da triagem organizada pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS), com supervisão da World Surf League, para definir as outras duas vagas de convidados da etapa brasileira apresentada por Corona. Essa competição especial vai começar hoje, segunda-feira, às 10h00, com as baterias somente de surfistas locais de Saquarema. Os vencedores vão disputar a decisão do wildcard com os outros quatro concorrentes convidados pelos organizadores do Oi Rio Pro para as duas categorias.

Lucas Chumbinho em Nazaré. Foto: Yana Vaz.

O bicampeão brasileiro Leonardo Neves, que já fez parte da elite mundial, está na pré-triagem com Yan Guimarães e os jovens João Chianca e Daniel Templar. Quem ganhar, enfrenta mais dois locais de Saquarema, o ex-top do WCT, Raoni Monteiro, e o big rider Lucas “Chumbinho” Chianca, além do carioca Lucas Silveira e do catarinense Yago Dora, por ser o número 3 no ranking do QS, na decisão da triagem masculina.

Carol Bonelli. Foto: Pedro Monteiro.

Entre as meninas, a pré-triagem será um verdadeiro confronto de gerações do surf feminino de Saquarema, entre as experientes Taís de Almeida e Alessandra Vieira, com as jovens Carol Bonelli e Kayane Reis.

John John Florence. Foto: Smorigo/WSL.

A vencedora terá a chance de brigar pelo  wildcard do Oi Rio Pro com as atuais campeãs sul-americanas da WSL South America, a paranaense Nathalie Martins na profissional e a catarinense Tainá Hinckel na Pro Junior, a vice-campeã brasileira e também catarinense Jacqueline Silva, porque a campeã Silvana Lima já é do WCT, além da atual campeã estadual profissional, Karol Ribeiro, indicada pela FESERJ.

JEEP WSL LEADER – Os campeões da triagem já garantem um belo prêmio de 10.000 dólares, que é o mínimo que recebem os participantes das etapas do World Surf League Championship Tour. E a cada bateria vencida, o valor vai aumentando, até chegar na bolada de 100.000 dólares oferecida ao campeão e 60.000 dólares para a campeã do Oi Rio Pro 2017. E o primeiro desafio dos trialistas já será duríssima, contra os surfistas que competem com a lycra amarela do Jeep WSL Leader no Brasil.


John John Florence. Foto: Smorigo/WSL.

Mais difícil ainda porque junto com o campeão mundial e defensor do título da etapa brasileira, John John Florence, está o australiano Jack Freestone, vice-campeão na final do ano passado com o havaiano na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.Já a vencedora da triagem feminina vai encarar a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore e também australiana Keely Andrew. Mas esta rodada inicial não é eliminatória. Os vencedores das baterias avançam para a terceira fase e os perdedores têm uma segunda chance de classificação nos primeiros duelos diretos, somente com dois competidores nas ondas na Praia de Itaúna, ou na Barrinha.

COLETIVA DE IMPRENSA - Stephanie Gilmore, Tyler Wright e Silvana Lima, estarão atendendo os jornalistas na coletiva de imprensa do Oi Rio Pro, junto com os campeões mundiais Kelly Slater, Gabriel Medina, Adriano de Souza e o atual, John John Florence, que venceu a etapa brasileira no ano passado na Barra da Tijuca. A Coletiva de Imprensa será nas segunda-feira, as 15h00 no Centro de Treinamento da CBV – Confederação Brasileira de Vôlei – em Saquarema.

Oi Rio Pro. Foto: WSL.

PRIMEIRA FASE DO OI RIO PRO 2017 EM SAQUAREMA:

1.a: Gabriel Medina (BRA), Frederico Morais (PRT), Ethan Ewing (AUS)
2.a: Adriano de Souza (BRA), Ezekiel Lau (HAW), Nat Young (EUA)
3.a: Owen Wright (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Jadson André (BRA)
4.a: Kolohe Andino (EUA), Jeremy Flores (FRA), Leonardo Fioravanti (ITA)
5.a: Jordy Smith (AFR), Josh Kerr (AUS), Jessé Mendes (BRA)
6.a: John John Florence (HAW), Jack Freestone (AUS), vencedor da triagem
7.a: Filipe Toledo (BRA), Adrian Buchan (AUS), Ian Gouveia (BRA)
8.a: Matt Wilkinson (AUS), Connor O´Leary (AUS), Joan Duru (FRA)
9.a: Joel Parkinson (AUS), Mick Fanning (AUS), Bede Durbidge (AUS)
10: Kelly Slater (EUA), Conner Coffin (EUA), Kanoa Igarashi (EUA)
11: Michel Bourez (TAH), Caio Ibelli (BRA), Stu Kennedy (AUS)
12: Sebastian Zietz (HAW), Julian Wilson (AUS), Miguel Pupo (BRA)

Silvana Lima. Foto: Smorigo/WSL.

PRIMEIRA FASE DO OI RIO WOMEN´S PRO EM SAQUAREMA:

1.a: Carissa Moore (HAW), Sage Erickson (EUA), Laura Enever (AUS)
2.a: Courtney Conlogue (EUA), Nikki Van Dijk (AUS), Bronte Macaulay (AUS)
3.a: Stephanie Gilmore (AUS), Keely Andrew (AUS), vencedora da triagem
4.a: Tyler Wright (AUS), Coco Ho (HAW), Bianca Buitendag (AFR)
5.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAV), Pauline Ado (FRA)
6.a: Johanne Defay (FRA), Lakey Peterson (EUA), Silvana Lima (BRA)

CAMPEÕES DA ETAPA BRASILEIRA NO RIO DE JANEIRO

WSL 2016 – John John Florence (HAW) – Postinho da Barra da Tijuca e Grumari, Rio de Janeiro
WSL 2015 – Filipe Toledo (BRA) – Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2014 – Michel Bourez (TAH) – Postinho da Barra da Tijuca – Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2013 – Jordy Smith (AFR) – Postinho da Barra da Tijuca – Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2012 – John John Florence (HAW) – Postinho da Barra e Arpoador – Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2011 – Adriano de Souza (BRA) – Barra da Tijuca e Arpoador – Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2002 – Taj Burrow (AUS) – Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
WCT 2001 – Trent Munro (AUS) – Móvel no Rio de Janeiro e finais no Arpoador (RJ)
WCT 2000 – Kalani Robb (HAW) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1999 – Taj Burrow (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1998 – Peterson Rosa (BRA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1997 – Kelly Slater (EUA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1996 – Taylor Knox (EUA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1995 – Barton Lynch (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1994 – Shane Powell (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1993 – Dave Macaulay (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1992 – Damien Hardman (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1991 – Flávio Padaratz (BRA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1990 – Brad Gerlach (EUA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1989 – Dave Macaulay (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
ASP 1988 – Dave Macaulay (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1982 – Terry Richardson (AUS) – Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1981 – Cheyne Horan (AUS) – Arpoador e Prainha, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1980 – Joey Buran (EUA) – Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1978 – Cheyne Horan (AUS) – Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1977 – Daniel Friedman (BRA) – Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1976 – Pepê Lopes (BRA) – Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

CAMPEÃS DAS ETAPAS FEMININAS DO MUNDIAL DE SURF NO RIO DE JANEIRO

WSL 2016 – Tyler Wright (AUS) – Postinho da Barra da Tijuca e Grumari, Rio de Janeiro
WSL 2015 – Courtney Conlogue (EUA) – Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2014 – Sally Fitzgibbons (AUS) – Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2013 – Tyler Wright (AUS) – Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2012 – Sally Fitzgibbons (AUS) – Postinho da Barra e Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2011 – Carissa Moore (HAW) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 2008 – Melanie Bartels (HAW) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1999 – Andréa Lopes (BRA) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1998 – Pauline Menzer (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1997 – Pauline Menczer (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1994 – Pauline Menczer (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1993 – Neridah Falconer (AUS) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
WCT 1992 – Wendy Botha (AFR) – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
IPS 1977 – Margo Oberg (AUS) – Praia de Ipanema, Rio de Janeiro (RJ)